Renildo alerta que é preciso investigar conduta de Moro e procuradores

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O líder do PCdoB na Câmara, deputado Renildo Calheiros (PE), comentou, nessa segunda-feira (8), em vídeo publicado em suas redes sociais, a decisão do ministro do STF, Edson Fachin, que anulou os processos da Lava Jato julgados na Justiça de Curitiba que condenaram o ex-presidente Lula. Com a decisão, Lula recupera seus direitos políticos e os processos são remetidos à Justiça do Distrito Federal.

O parlamentar avalia positivamente a decisão, mas alerta que é preciso investigar a conduta do ex-juiz Sérgio Moro e de procuradores da Lava Jato para evitar que os mecanismos jurídicos sejam usados politicamente.

A decisão, disse Renildo Calheiros, “está correta, apesar de tardia”. O parlamentar explicou que “essa posição já era defendida por vários juristas em razão da série de ilegalidades processuais. O ex-presidente Lula foi preso injustamente, passou mais de 500 dias preso, foi afastado da eleição presidencial e só agora retoma seus direitos políticos. É uma grande vitória do povo e da democracia”.

O deputado disse, no entanto, que “não podemos esquecer de investigar toda a conduta do juiz Sergio Moro e de vários procuradores da Lava Jato, para impor eventuais punições e impedir que o Judiciário seja usado politicamente para favorecer ou prejudicar personalidades políticas”.

Renildo lembrou que houve “toda uma trama, uma articulação, que visava interferir no processo eleitoral, mudar os rumos do Brasil, e abrir espaço para aqueles que são contrários à democracia, que defendem o autoritarismo que se constituem em vertentes para o fascismo. Em nome do combate à corrupção, estão destruindo a democracia brasileira. Mas nós, que lutamos antes pela democracia, vamos continuar lutando e contamos com todos vocês”.

 

Por Priscila Lobregatte