PCdoB-PA se despede de Jorge Farias, presidente do C.M de Ananindeua

Na noite deste sábado (10), o PCdoB-PA informou, com profundo pesar, o falecimento do camarada Jorge Farias, dirigente do PCdoB estadual e presidente do Comitê Municipal de Ananindeua (PA).
Jorge Farias era advogado, atuava na direção da OAB-PA e da CAAPA, dirigente da Unegro-PA e sempre presente na luta dos trabalhadores e trabalhadoras, enquanto militante da CTB.

O velório será na sede da OAB, a partir da meia noite. O sepultamento ocorrerá neste domingo (11), às 15h, no cemitério Maxi Domini, em Marituba.
O presidente estadual do PCdoB do Pará e membro do Comitê Central, Jorge Panzera, divulgou nota:
O coração da luta do povo está em luto, Jorge Farias presente!
O coração generoso e amoroso de Jorge Lopes de Farias não suportou a dor do triste momento que vivemos. Hoje perdemos um grande lutador do povo, um homem que dedicou o melhor da vida para causas coletivas.Nascido em uma comunidade quilombola do município de Mocajuba, interior do Pará, veio para Belém, para estudar. Ainda como estudante, no final da década de 70 início de 80, participa do movimento estudantil e conhece o advogado e militante do PCdoB Paulo Fonteles.

Como advogado atuou de forma militante nos casos dos assassinatos de João Canuto de Oliveira, Paulo Fonteles, Expedito Ribeiro de Souza e de tantos outros. Foi incansável na luta por justiça aos crimes contra os trabalhadores, defensor dos direitos humanos e da vida.

Assumiu a Delegacia Regional do Trabalho no Pará, sucedendo a deputada Socorro Gomes. Deu prosseguimento ao combate ao trabalho escravo e foi intransigente na defesa dos direitos dos trabalhadores. No Governo Ana Júlia foi Coordenador de Igualdade Racial, na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos.

Na Ordem dos Advogados do Brasil atuou nas Comissões de Direitos Humanos e na Comissão de Defesa da Igualdade Racial e da Etnia e Direitos Quilombola, da qual era presidente. Foi dirigente da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO) no Pará e membro de sua direção nacional.

Atuou politicamente sempre no PCdoB, seu Partido, era dirigente estadual e Presidente Municipal em Ananindeua. Foi candidato a deputado estadual e a prefeito em Ananindeua.

Por onde passou, Jorge Farias foi exemplo. Homem simples do povo, de uma generosidade que não cabia no seu grande coração, a gentileza em pessoa. Mas incansável na luta, incapaz de ver uma injustiça e não reagir com a firmeza dos justos.

O exemplo de Jorge Lopes de Farias ficará semeado na luta dos trabalhadores, na luta por justiça, pelos direitos humanos e pela vida. Jorge travou o bom combate, lutou a luta dos justos. Que o exemplo de seu coração generoso seja conforto para seus familiares, para sua esposa e para os filhos.

A nós que ficamos, que convivemos com Jorge Farias, fica o compromisso de a cada dia de nossas vidas lutar mais, fazer de seu exemplo fermento da luta e da vida.

Segue em paz Jorge Farias!
Seguiremos sua luta!
Jorge Farias, presente!

A Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pará também emitiu Nota de Pesar. Leia a seguir:

Nota de Pesar da OAB/PA pelo falecimento do Advogado Jorge Lopes de Farias

É com profundo pesar que a Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, comunica o falecimento do advogado Jorge Farias, de 67 anos, presidente da Comissão de Defesa da Igualdade Racial e da Etnia e Direito dos Quilombolas, ocorrido neste sábado (10). O velório será realizado no plenário Aldebaro Klautau, sede da seccional paraense.

Totalmente engajado na defesa dos interesses do movimento negro, questões agrárias e direitos humanos, Jorge Farias era formado em Direito pela Universidade Federal do Pará, bem como pós-graduado em Direito Tributário e Direito Agrário.

Por vários anos, Jorge Farias contribuiu com a política institucional da OAB-PA, onde exerceu ainda o cargo de secretário-geral adjunto. Desde 1985, cumpriu sua missão profissional com dedicação e responsabilidade. Ele deixa esposa e dois filhos. O sepultamento será realizado no cemitério Max Domini, em Marituba, Região Metropolitana de Belém.

Neste momento de dor e imensa consternação, o presidente da OAB no Pará , Alberto Campos, em nome do Conselho Seccional e de todos os advogados paraenses, expressa condolências aos familiares e amigos do advogado. É uma perda inestimável à veneranda Ordem às vésperas da principal data no calendário da instituição: Dia do Advogado.

JORGE LOPES DE FARIAS integrava a  Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil do Conselho Federal da OAB.

Do Portal PCdoB