Lideranças do PCdoB rechaçam criminosos e reafirmam apoio a Manuela

Ilustração: Cris Vector

As sórdidas ameaças sofridas pela ex-deputada do PCdoB, Manuela d’Ávila e sua filha Laura — de apenas cinco anos — vêm repercutindo pelo país e gerando uma ampla corrente de apoio a ela e sua família e de pedidos de punição aos criminosos que promovem tais ataques. Lideranças do PCdoB se manifestaram pelas redes desencadeando o movimento #ForçaManu e #Puniçãoaoscriminosos desde a última quarta-feira (2), quando Manuela anunciou o caso em suas redes sociais.

“Emociona ver a rede de afeto e solidariedade criada ao redor da nossa Manu”, disse a presidenta do PCdoB e vice-governadora Luciana Santos. “Enquanto eles atacam com ódio, floresce e se fortalece as sementes de amor que você plantou”, completou a dirigente.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) destacou: “Nos últimos dias, bandidos agrediram Manuela d’Ávila e a jornalista Daniela Lima. Esses quadrilheiros agem assim para tentar intimidar e silenciar. Não conseguirão, pois elas representam milhões de vozes”.

O líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Renildo Calheiros (PE), declarou: “Toda minha solidariedade a Manuela d’Ávila e sua família, mais uma vez alvo de ataques e ameaças nas redes sociais. Olha Manu, estes que te atacam são pessoas pervertidas, de alma doente, banhadas no ódio, e enxugadas com a toalha da inveja ultrajante”.

Renildo colocou ainda: “Você Manu, é luz, feita de esperança, merece respeito, ternura e carinho. Te desejo muita força e coragem. Você vencerá mais esta luta”. E finalizou: “Só para te lembrar, Manu, ‘Ninguém atira pedras em árvore que não dá frutos’. E para homenagear o poeta Mário Quintana: Eles passarão, você passarinho!”.

O vice-líder, deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), disse: “Minha solidariedade à amiga Manuela d’Ávila pelos ataques e ameaças inomináveis contra sua filha. Faltam palavras para classificar esses seres que viraram as costas a qualquer sentimento de humanidade. Amiga, bem sei que é difícil, mas precisamos de você. Força!”.

A deputada federal do PCdoB-BA, Alice Portugal, colocou: “As revelações de Manuela sobre novas ameaças de mortes e ameaças de estupro à sua filha, uma criança de apenas cinco anos, são cruéis, violentas e revoltantes! Tudo isso é criminoso e o Brasil não é terra sem lei. É preciso punição de forma exemplar! Esse ódio é repudiante e inaceitável! Toda minha solidariedade!”. E acrescentou: “Força, Manu! O meu abraço, meu apoio e a minha indignação!”.

O deputado federal Daniel Almeida (PCdoB-BA) salientou: “Toda solidariedade a Manuela d’Ávila e sua família, que vêm sofrendo ataques odiosos e ameaças de bolsonaristas. Manu, nunca perca essa alegria e vitalidade que inspiram tantas gente a se juntar na sua luta por um país possível, democrático e igualitário. Receba meu abraço! Manuela d’Ávila”.

Jandira Feghali, deputada federal do PCdoB-RJ, enfatizou: “Manuela revelou que sofreu novas ameaças de morte e que ameaçaram de estupro (!) sua filha de cinco anos. Ameaças de violência sexual contra uma criança é o fim. São ataques extremamente violentos e cruéis feitos por criminosos que tentam parar Manuela. A polícia já está atuando”. Jandira também se solidarizou com a ex-deputada: “Querida Manuela D’Ávila, repito publicamente o que disse na mensagem: conte com meu apoio e amizade! Força!”.

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC), contou como se sentiu quando tomou conhecimento das ameaças e relatou experiência que também vivenciou: “Chorei que solucei. Lembrei quando Maíra tinha 6 anos e atendeu um telefonema e me disse: ‘Mãe vão matar meu pai, eu não quero que meu pai morra’. Arranquei o fio do telefone da parede. Nunca mais tive coragem de ter telefone fixo”.

Perpétua finalizou dizendo: “Imagino que a sua dor hoje, Manu, é infinitamente maior do que a minha naquele momento, porque mexer com filhos, é revirar todas as nossas entranhas. Sinta-se abraçada, você, Laura e Duca, da forma mais intensa e afetuosa. Te amo de montão, Manu”.

 

Leia também: 

PCdoB: Solidariedade à Manuela, punição aos criminosos

PCdoB RS repudia toda violência sentida por Manuela e sua filha

Fórum das Mulheres do PCdoB manifesta solidariedade à Manuela d’Ávila

Cresce nas redes apoio e solidariedade à Manuela d’Ávila

 

Por Priscila Lobregatte