Daniel: “Liberalismo exacerbado vai na contramão do desenvolvimento”

Foto: Richard Silva/ PCdoB na Câmara

Mediante proposta do deputado federal Daniel Almeida (PCdoB-BA), a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara discutiu o papel do sistema financeiro, dos bancos públicos e do BNDES no desenvolvimento do país, na manhã desta quarta-feira (13). Daniel criticou a agenda de desmonte do governo Temer e apontou seu caráter neoliberal de privatizações como uma afronta à tendência mundial de desenvolvimento.

“O governo faz um discurso que parece piada, provocação. Ele diz, olha nós temos que fazer o desmonte – que eles chamam de reforma – antes que a eleição chegue e enquanto o governo é impopular, que não tem que prestar conta a ninguém. Isso é um absurdo, como não prestar conta para ninguém? Então eles continuam tentando fazer a privatização da Eletrobras, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos Correios. É fundamental manter a resistência aqui no Congresso e na rua, e denunciar cada parlamentar que está se vinculando a essa agenda”, destacou.

Para Daniel Almeida, é necessário que na eleição deste ano eleja um projeto que vai na contramão do que está acontecendo no Brasil. “É preciso eleger um projeto de desenvolvimento nacional”, pontuou.

Ouça na íntegra: