Vanessa: “Lula só está preso porque lidera corrida pela Presidência”

Crédito da foto: Reprodução

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) defendeu a liberdade do ex-presidente Lula e denunciou os ataques à democracia brasileira, em entrevista ao portal Amazonas Atual na tarde desta sexta-feira (13). Para ela, Lula só está preso porque é o primeiro colocado disparado nas pesquisas de intenção de voto.

“O ex-presidente Lula sofre essa perseguição pelo o que ele fez pelo Brasil e pelo o que ele ainda pode fazer pelo país. Se Lula não fosse o primeiro colocado nas pesquisas de intenção de voto ele não estaria preso. É um problema de todos nós, porque eles não querem só trancafiar a figura do ex-presidente Lula, eles querem junto enterrar uma série de programas que desenvolve o Brasil”, explicou.

Vanessa também repudiou a decisão da juíza federal da Vara de Execução Penal de Curitiba, Carolina Lebbos, de proibir a visita de governadores e senadores ao ex-presidente Lula na última terça-feira (10). Segundo a parlamentar, a legislação é clara e permite a visita de cônjuge, esposa, família, companheiras e amigos. “Ela [juíza Carolina Lebbos] proibiu a visita de amigos sem nenhuma base. Isso é muito grave”, frisou.

A parlamentar ressaltou que a prisão do ex-presidente Lula é mais um desdobramento do golpe que está em curso no Brasil. “Nas últimas eleições, eles [a direita brasileira] achavam que iam vencer, mas quando não venceram, pensaram: vamos ter que impor nosso projeto [antidemocrático e antinacional] na marra”, explicou.

A senadora afirmou que a pré-candidatura do PCdoB à Presidência da República, com Manuela D’Ávila, vem para dialogar com os jovens, mulheres e trabalhadores. “Estamos trabalhando bastante nisso”, frisou.

Assista na íntegra a entrevista da senadora Vanessa Grazziotin: