Vacina: PCdoB articula com partidos ações jurídicas contra Bolsonaro

Foto: reprodução

A líder do PCdoB na Câmara, deputada federal Perpétua Almeida (AC), rechaçou, em suas redes sociais nesta quarta-feira (21), a posição de Bolsonaro contrária à vacina chinesa e anunciou que a bancada comunista já está tratando, com outros partidos, de resposta jurídica para a questão. A atitude do presidente mais uma vez dificulta o enfrentamento da doença e expõe a vida da população.

“A bancada do PCdoB, através de nossa presidente Luciana Santos, já articula com demais partidos, ações jurídicas contra a atitude do presidente Bolsonaro que, ao envolver suas crenças ideológicas e suspender a compra das vacinas, comete crime contra a saúde pública da população”, declarou.

Perpétua lembrou ainda que “Bolsonaro não pode tirar do cidadão o direito de ter acesso à saúde e à vida. Mais de 150 mil brasileiros já morreram pelo coronavírus. Nos aparece uma luz no fim do túnel, a vacina. O que faz o presidente? Faz birra e diz que não vai comprar, desautorizando seu ministro da Saúde”.

Por fim, a deputada colocou: “Bolsonaro ignora a ciência e oficializa o lema “ideologia acima de todos”. Pouco importa se mais brasileiros vão morrer. O presidente se mostra mesquinho e pequeno, ao abrir “guerra contra as vacinas”. Demonstra ser incapaz de pensar na saúde coletiva da população”.

Por Priscila Lobregatte

 

Leia também: “Saúde é um bem maior do que disputas ideológicas”, diz Flávio Dino