PCdoB comunica falecimento de Inês Pupo

É com pesar que o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) registra o falecimento da camarada Inês Pupo na noite desta quarta-feira (23). Inês foi militante desde meados da década de 1970. Trabalhou na sede do Comitê Central e foi secretária do presidente nacional do Partido, João Amazonas.

Inês era socióloga, natural de Campinas, companheira de Fernando Vaz Pupo e mãe de dois filhos.

Na foto, Inês aparece auxiliando a mesa na convenção que homologou o apoio do PCdoB a Lula e a formação da Frente Brasil Popular em 1989.

Em homenagem, o vice-presidente nacional do PCdoB, Walter Sorrentino que teve convivência política e pessoal com Inês, deu o seguinte depoimento: “Tributo à memória dos que se vão lida com sentimentos e compromissos morais imperativos. Rendo homenagens à memória, vida e lutas de Inês Pupo. Inês e Fernando Pupo, seu companheiro, foram submetidos a duras provas pessoais, em meio a tormentos próprios da vida. Com eles vivi tempos duros, criamos nossos filhos, passamos férias juntos, enfim, soldamos aquela amizade temperada por camaradagem inquebrantável, que punha à frente, tanto quanto possível, as responsabilidades de revolucionários. O compromisso moral de ambos foi a argamassa disso tudo e se expressou politicamente. Inês prestou grandes serviços à reorganização da direção nacional de nosso partido, no tempo ditatorial que se fechava e nos democráticos que se abriam. Granjeou o respeito de todos. Sua memória permanecerá em todos nós, marcada por respeito, admiração e estima”.

Amigo de Inês a de mais de 40 anos, o professor Lejeune Mirhan lamentou: “Inês era quadro político de grande magnitude… além de dirigente comunista do nosso PCdoB, esteve em trabalho de direção nacional junto ao Comitê Central do Partido nos anos ainda difíceis da recém legalidade em 1985. Sua dedicação ao Partido – junto com seu companheiro – fez com que Inês tivesse que mudar muitas vezes de estado (BA, SP, DF) além de muitas cidades… uma vida inteiramente dedicada ao Partido…”

O enterro será nesta quinta-feira (24), às 15 horas, no Cemitério da Saudade, em Campinas-SP.

Inês, presente!

 

Em nota de pesar, o PCdoB de São Paulo lamenta a perda da camarada, presta solidariedade à família e conta como foi sua trajetória de vida alinhada com o Partido. Segue abaixo:

 

Em nota, PCdoB/SP lamenta morte de Inês Pupo

Nota de Pesar:

É com pesar que comunicamos aos militantes, quadros e dirigentes do Partido Comunista do Brasil, de São Paulo, o falecimento da camarada INÊS PUPO, ocorrido ontem, 23 de janeiro de 2019, na cidade de Campinas/SP.

Inês era socióloga, foi fundadora da União de Mulheres de Campinas e da Direção Estadual da UBM/Campinas, casada com Fernando Pupo, dirigente partidário, deixa dois filhos. O falecimento de Inês é uma perda significativa para o Partido, tanto em São Paulo como no Brasil.

Inês foi uma destacada militante de nosso partido, tendo iniciado sua militância em meados da década de 1970, quando a luta democrática contra o então regime militar vivia um de seus períodos mais tensos e decisivos. Foi uma resistente da luta anti-ditatorial.

Inês, quando da decretação da anistia e da volta de numerosos membros do Partido que atuavam na ilegalidade e clandestinidade, no país e no exterior, foi uma importante participante do processo de reinserção do Partido na vida e luta do povo brasileiro, atuando junto a Direção Nacional que se rearticulava. Tendo inclusive trabalhado como secretária da direção.

Inês, à medida que o Partido intensificava sua atividade, aceitou novos desafios, e demonstrando grande desprendimento, foi junto com os filhos e Fernando, seu companheiro, cumprir tarefa em Camaçari/BA, onde o Partido, ainda atuando sob a legenda do MDB, havia acabado de eleger o prefeito municipal.

Inês, militante política-partidária, resistente contra a ditadura militar, organizadora e administradora partidária, nos deixa um legado que merece ser honrado por todos os membros do Partido.

Inês, sua presença continuará entre nós, como um estímulo a continuidade da luta por um Brasil, soberano, desenvolvido, socialista.

O Comitê Estadual/SP presta as mais sinceras condolências a Fernando, aos filhos e demais familiares, e ergue suas bandeiras em homenagem a Inês Pupo.

 

Informações atualizadas às 13h28.