“Um dia histórico para o Amazonas”. Assim definiu Vanessa Grazziotin, candidata a deputada federal pelo PCdoB, na convenção estadual do partido, realizada neste domingo (31) no Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, com a participação de representantes dos partidos da Federação Fé Brasil do Amazonas (PT, PCdoB e PV).

 

Em clima de festa, foram referendados os nove representantes que concorrerão às 25 vagas para deputados (as) estaduais e os nove a deputados (as) federais na chapa que tem Vanessa Grazziotin como uma das candidatas para representar o Amazonas na Câmara Federal.

Vanessa, que tem 40 anos de luta política e que por 32 anos representou a juventude, as mulheres, os trabalhadores e a Zona Franca de Manaus com firme presença e atuação no parlamento, destacou o slogan da resistência ao golpe de 2016, que retirou do poder a presidenta legitimamente eleita, Dilma Rousseff: “ninguém solta a mão de ninguém”,

Segundo Vanessa, que foi uma das mulheres de maior destaque na defesa democrática do mandato de Dilma Rousseff desde as jornadas de 2013 até o golpe de 2016, o slogan é um símbolo da resistência que traz novamente a esperança e a necessidade da construção de uma frente de apoio que eleja Lula presidente, para “trazer de volta o sorriso e a felicidade para o povo brasileiro”.

O PCdoB — que além de Vanessa Grazziotin, traz também o vereador de São Gabriel da Cachoeira, Rafael Antônio (Rafinha), candidato a deputado federal — inova, ainda, com a representação de trabalhadores agricultores e de comunitários, como Herculano Moura e Gabriel Mota. Duas bancadas coletivas representam a juventude e as mulheres do PCdoB na chapa da federação, com Christopher Rocha e Michele Andrews (da bancada das manas).

Os presidentes dos partidos que compõem a federação — Sinésio Campos (PT), Eron Bezerra (PCdoB) e Carlinhos Bessa (PV) — votaram em ato solene a chapa que representará toda a federação e que terá Omar Aziz (PSD), candidato a senador e Cheila Vieira Moreira, como sua suplente; Eduardo Braga (MDB), como governador, e vice a definir.

Presente na solenidade, Eduardo Braga ressaltou que a Frente Democrática é por um Brasil e um Amazonas sem fome, com oportunidades de trabalho para todos, políticas públicas e sociais para pais, jovens, idosos, mulheres, mais universidades, mais segurança pública, com qualidade e respeito às polícias.