Notícias

17

fev

Não planto em tempo que é de queimada

Há mais ou menos duas semanas, nas proximidades de Mucambo, quase ao pé da serra grande da Ibiapaba, um casal já idoso plantava. Duas chuvinhas apenas, era tudo que havia caído. E não tínhamos, então, nenhum sinal de que haveria mais. Mas aquele casal plantava sua roçazinha de milho e de feijão na beira da estrada com uma esperança danada. Dava gosto de ver. Por Joan Edesson de Oliveira* Botar roça no sertão é trabalho duro, paciencioso, mas de muita precisão e de extrema delicadeza. Precisão nos dois sentidos do termo, o da necessidade e o da exatidão. Andarilho também por precisão, parei um instante a apreciar o trabalho dos dois. O homem cavava as covas, linhas retas, meticulosamente traçadas, simetrica...

16

fev

Luciana e Manuela: Temer é incapaz de garantir a segurança do povo

Diante do decreto de intervenção federal na segurança pública no estado do Rio de Janeiro assinado nesta sexta-feira pelo governo de Michel Temer, a presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos e a pré-candidata do Partido à Presidência da República, Manuela D’Ávila assinam nota em conjunto onde apontam que o governo ilegítimo não tem condições de garantir a segurança do povo brasileiro. “Não há saída para uma crise de tal monta por meio de um gesto único ou de força; é necessária uma completa reestruturação da política de Segurança Pública”, diz o texto. O documento do PCdoB afirma ainda que atividade das Forças Armadas “não está relacionada ao policiamento, mas à defesa nacional&#...

16

fev

João Batista Lemos: Temer e Pezão metem os pés pelas mãos

O estado do Rio de Janeiro vive uma situação de calamidade: desemprego, violência, instabilidade que se destacam em uma situação nacional de crise, e que se aprofundaram durante o governo Pezão. É neste contexto que Temer (o ilegítimo) anuncia uma intervenção das Forças Aramadas “com o objetivo de pôr termo ao grave comprometimento da ordem pública”, conforme o texto do Decreto assinado nesta sexta-feira (16). O PCdoB vem a público se posicionar diante de tal medida, populista, ineficiente e anti-democrática. A medida coloca as Forças Armadas no comando das forças de segurança do estado, confirmando a desmoralização e a falta de comando do governador Pezão e o abandono do prefeito Crivella. Trata-se de uma...

16

fev

Alice sobre intervenção no Rio: Temer ameaça garantias constitucionais

O decreto presidencial editado, nesta sexta-feira (16) pelo presidente da República, Michel Temer, é considerado pela líder do PCdoB, deputada Alice Portugal (BA), como um decreto inapropriado, uma vez que as Forças Armadas têm um papel de preservação da soberania nacional e para o enfrentamento do estado de guerra. Para Alice, Temer eleva o golpe a um novo patamar, ameaçando as garantias constitucionais da democracia. Ela considera que são necessárias ações de segurança pública efetivas, onde se articule o trabalho das polícias com o da inteligência, para de fato conseguir atuar sobre o núcleo do crime organizado no Brasil, que gera todo esse tipo de clima de insegurança nas grandes cidades brasileiras. P...

16

fev

Flávio Dino questiona medida do governo Temer no Rio de Janeiro

Em suas redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) questionou a medida do governo de Michel Temer em decretar uma intervenção militar na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Com a sua experiência de ex-juiz federal, Flávio Dino afirmou que “há algumas regras juridicamente esquisitas no Decreto de Intervenção no Rio”. O governador exemplificou: “o cargo de interventor é de natureza militar” e “a revogação de normas estaduais” e depois Dino questionou, “que direito constitucional é esse?”. Dino explicou que como professor de Direito Constitucional e governador, ele pensa ser fundamental preservar a Federação, tal como regrada na Constituição. “O diabo mora nos detalhes”, pontuou. ...

1 2 3 4 169