Manuela: Guerrilha do Araguaia tem relevância histórica para o PCdoB

Foto: Bruno Alencastro

A pré-candidata do PCdoB, deputada Manuela d’Ávila publicou na manhã desta quarta-feira (16) uma carta aberta ao jornalista Pedro Bial onde recorda o heroísmo dos militantes comunistas e também a importância histórica da Guerrilha do Araguaia para o Partido Comunista do Brasil (PCdoB). “Nós do PCdoB não silenciamos e nem fingimos que não aconteceu. Lutamos por justiça em voz alta há décadas e por gerações”.

Manuela afirma na carta que ficou “perplexa” ao ouvir do jornalista da Globo que o partido “preferiu fingir que aquilo não aconteceu”. Ela conta que sua primeira agenda como pré-candidata foi em Marabá, no Pará, região marcada pela Guerrilha do Araguaia.

Ela esclarece em sua postagem que dada a devida importância do partido à Guerrilha, um dos reorganizadores do PCdoB e presidente do partido até a sua morte em 2002, João Amazonas, marcou seu desejo em um bilhete onde solicitava que suas cinzas fossem jogadas na região do Araguaia. A imagem do bilhete foi publicada junto a postagem.

Na carta, a parlamentar recorda ainda das caravanas da juventude do PCdoB para conhecer a região e a história da Guerrilha. “A luta dos nossos camaradas no Araguaia está tatuada em nossos pensamentos”.

Critica a imprensa que não deu a devida cobertura aos fatos e relembra os documentários produzidos pelos comunistas em relação à luta e diz que estes “são partes da nossa luta justamente para que a história não seja esquecida”.

Abaixo a postagem: