Luciana: parcialidade de Moro não prejudicou apenas Lula, mas o Brasil

Foto: divulgação

A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, comentou, em suas redes sociais, a confirmação, pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira (22), da decisão da segunda turma da corte reconhecendo a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro no julgamento do ex-presidente Lula.

Luciana Santos relembrou que o PCdoB, junto as demais forças progressistas sempre defendeu que fosse feita justiça no caso do ex-presidente Lula: “O STF reconheceu a suspeição de Moro, algo que nós do campo democrático já denunciávamos há anos. Foi uma vitória da Justiça. Começamos a recolocar as coisas em seu lugar”.

A dirigente também alertou “aos que atentam contra a Constituição: terminam sempre na lata de lixo da História”. Luciana salientou ainda que “a parcialidade de Moro não prejudicou apenas Lula. Ela serviu a um projeto de destruição do Brasil, que dizimou a indústria de nosso país, colocando milhões no desemprego, e produziu a vitória de Bolsonaro, nos lançando na tragédia que vivemos”. 

Ao todo, sete dos 11 ministros votaram pelo reconhecimento da parcialidade; dois divergiram. O julgamento foi suspenso após pedido de vista do ministro Marco Aurélio Mello. Ainda não há data definida para a retomada do julgamento do STF, mas o resultado, apontado pela grande maioria dos ministros, tende a ser mantida.

 

Por Priscila Lobregatte

 

Leia mais:

Lideranças comemoram “Vitória do Direito” com parcialidade de Moro