Leci participa de debate “Papel do Estado no Incentivo à Cultura”

Crédito das Fotos: Ascom deputada

A deputada estadual (PCdoB-SP), Leci Brandão, participou na noite desta quinta-feira (1º/3) do debate sobre o “Papel do Estado no Incentivo à Cultura”, na Semana Política da Universidade Presbiteriana Mackenzie, no centro de São Paulo.

A imagem pode conter: 2 pessoasNa mesa, debatendo o tema, estiveram presentes Leci Brandão, o diretor do Acadêmicos do Baixo Augusta, Alê Youssef, o Diretor Executivo da Associação Paulista dos Amigos da Arte, Luiz Sobral, um dos fundadores do bloco Passaram a Mão na Pompéia, Samy Garson e o professor de direito da Mackenzie, Rodrigo Salgado.

Segundo a deputada Leci Brandão, a visão dos que detêm o poder de fato no Brasil em relação à cultura popular, é preconceituosa. “Todos os anos, eu peço 2% do orçamento do estado de São Paulo para a cultura na LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias] e nunca consegui ser atendida”, explicou a parlamentar, que posteriormente falou sobre a evolução do carnaval das escolas de samba.

Alê Youssef destacou o pensamento de Roberto DaMatta sobre o carnaval ser a instituição que melhor representa a continuidade do Brasil. “Apesar de tudo, o carnaval acontece todos os anos”, ressaltou Youssef enaltecendo a politização dos blocos de rua este ano.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas e multidãoPara Luiz Sobral, o problema está na desvalorização da cultura por parte do Estado brasileiro. “Há dez anos, o orçamento para a cultura é o mesmo”, disse Sobral argumentando que os recursos para a cultura não causam déficit nas contas públicas e que há uma ascensão do conservadorismo no Poder Público atualmente.

Samy Garson, um dos fundadores do bloco Passaram a Mão na Pompéia, ressaltou a diversidade do carnaval de rua de São Paulo e contou as dificuldades que tiveram para colocar o bloco na rua antes dessa onda de aceitação aos blocos.

Rodrigo Salgado, falou sobre a importância da soberania e do povo ser dono do seu próprio destino. “A ausência de um projeto nacional de desenvolvimento faz com que percamos de vista o que precisa ser valorizado e incentivado no nosso país”, ressaltou.

Ao final, houve algumas rodadas de perguntas dos estudantes e a deputada Leci Brandão agradeceu o convite feito pela estudante da Universidade e ex-presidente da União Estadual dos Estudantes, Flávia Oliveira, e pelo Vitor Mota e Mateus Weber, respectivamente Diretor Político e Tesoureiro do Centro Acadêmico.