Jandira Feghali: Mulheres vão derrotar o fascismo nas urnas

Foto: Reprodução

 A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), candidata à reeleição, afirmou que “as mulheres vão derrota o fascismo nas urnas”, em publicação nas suas redes sociais. “E ganhando as eleições vamos tirar de novo o Brasil do mapa da fome e com políticas públicas melhorar a vida do povo que está tão sofrida pelas maldades de Temer, PSDB, DEM, PRB”, completou a parlamentar.

A chapa presidencial encabeçada por Jair Bolsonaro (PSL) e seu vice, o general Hamilton Mourão (PRTB), está sendo cada vez mais repudiada por boa parte do público feminino, que representa mais de 50% do eleitorado nacional.

O repúdio aumentou nas últimas semanas, após o militar dizer que o narcotráfico recruta jovens de famílias pobres “sem avô e pai, mas com avó e mãe”. “A partir do momento em que a família é dissociada, surgem os problemas sociais. Atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai e avô, mas sim mãe e avó. Por isso, é uma fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar nessas narco-quadrilhas”, afirmou.

Bolsonaro também já proferiu declarações misóginas, como “eu tenho 5 filhos. Foram 4 homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”. A declaração foi concedida em palestra na Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado.

Em 2014, o deputado federal disse que não estupraria a colega Maria do Rosário (PT-RS) porque ela não merecia. “Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece”, afirmou o congressista, após ela defender vítimas da Ditadura Militar (1964-1985).