Jandira Feghali: Candidatura do Haddad defende a democracia brasileira

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) destacou a importância de unir uma frente ampla e democrática em torno da candidatura de Fernando Haddad (PT) para vencer o segundo turno da eleição presidencial, em discurso na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (9).

“Não será mais uma candidatura apenas do PT, PCdoB e Pros. Será uma candidatura de amplos setores democráticos e progressistas do Brasil. Será uma candidatura daqueles que defendem a democracia brasileira e o desenvolvimento nacional desse país”, salientou a parlamentar.

Jandira explicou que a candidatura de Haddad, que tem Manuela d’Ávila (PCdoB) como vice, defende um projeto de desenvolvimento nacional, que tem o objetivo de retomar o crescimento, a geração de empregos, a reconstrução da produtiva brasileira e a recuperação dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.

“É uma candidatura que aponta expectativa de esperança e de futuro para a juventude brasileira. É uma candidatura de homens e mulheres que querem um Brasil com estabilidade e desenvolvimento”, pontuou.

O primeiro turno das eleições foi marcado por uma onda de fake news (notícias falsas) da campanha do Bolsonaro com o intuito de difamar Fernando Haddad e Manuela d’Ávila. Jandira criticou as fake news e afirmou que é preciso fazer um debate de ideias, com as propostas dos candidatos.

Para a deputada, Bolsonaro representa a velha política. “Ele está no seu sétimo mandato de deputado federal e já passou por vários partidos políticos. Ele está aqui dentro votando sempre contra os trabalhadores e o Brasil”.

Jandira lembrou que Bolsonaro votou contra os direitos das empregadas domésticas, dos trabalhadores e da lei de inclusão das pessoas com deficiência. “Ele é aquele que diz que é contra o sistema, mas vota com o sistema. Ele faz parte da velha política. É aquele que fala com ódio e agride os seus adversários. A sua campanha na rua é a campanha da agressão e do ódio, cujo o símbolo é a arma na mão”.

“É necessário uma proposta de segurança sim. Mas que combata a violência, não que aumente ainda mais a violência”, disse.

“Nós queremos o Brasil desenvolvido, inclusivo, democrático. Nesse segundo turno nós ampliaremos muito as forças políticas, os setores produtivos e as pessoas que acreditam em um Brasil democrático. Nós ganharemos essa eleição e ganharemos com a bandeira da paz”, finalizou Jandira Feghali.

Assista ao vídeo: