Inflação no Brasil é uma das mais altas do mundo, aponta OCDE

Foto Tânia Rêgo/Agência Brasil

A inflação do Brasil segue entre as mais altas do planeta e bem acima da média das grandes economias do mundo, segundo novo relatório divulgado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O fim da inflação está bem distante do “inferno” em que enfiaram o país Bolsonaro e Guedes, agravado pelas mais altas taxas de juros reais do mundo, que a pretexto de combater a inflação, mantêm o país estagnado, com os preços dolarizados e desemprego elevado.

Enquanto a médias no G20, grupo que reúne os países mais ricos, a inflação em 12 meses atingiu 8,8% em maio, contra 8,5% em abril, e no grupo dos países do G7, a taxa avançou para 7,5%, ante 7,1% no mês anterior, no Brasil, a inflação no acumulado em 12 meses chegou a 11,7% em maio e a prévia (IPCA-15) do mês de junho já ultrapassou 12%.

No conjunto dos 38 países que fazem parte da OCDE, a inflação ao consumidor chegou a 9,6% em maio, atingindo o maior patamar desde agosto de 1988.