FMI: Brasil terá pior desempenho entre as maiores economias

(Foto: Gilson Abreu-AEN-PR)

No quarto ano de mandato de Bolsonaro, o Brasil irá apresentar em 2022 o pior desempenho entre as maiores economias do mundo. A Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve ter crescimento próximo a zero este ano, segundo prevê o Fundo Monetário Internacional (FMI) no relatório Panorama Econômico Mundial, divulgado nesta terça-feira (25/1).

Há três meses, a previsão era de um crescimento do PIB de 1,5%. Agora, as expectativas foram revisada para uma alta de apenas 0,3%. Segundo a instituição, as razões para o pessimismo são a disparada da inflação e o aumento da taxa de juros, “que vão pesar sobre a demanda doméstica”.

O relatório ainda aponta que Estados Unidos e México também tiveram suas projeções de crescimento cortadas em 1,2 ponto, assim como o Brasil. Apesar disso, os países devem crescer 4% e 2,8% este ano, respectivamente. Enquanto China e Índia devem subir 4,8% e 9%. Isso significa que o Brasil terá o pior desempenho entre as principais economias do mundo.

Em relação ao crescimento global, o FMI espera que caia de 5,9% em 2021 para 4,4% em 2022, projeção que é 0,5 ponto percentual inferior à realizada pelo fundo em outubro do ano passado. “A economia global inicia 2022 em uma posição mais fraca que o esperado anteriormente. Enquanto a nova variante da Covid 19 Ômicron se espalha, os países reimpõem restrições à mobilidade. Os crescentes preços da energia e interrupção de suprimentos resultaram em uma inflação mais alta e mais disseminada que antes, notadamente nos Estados Unidos e em muitos mercados emergentes e economias em desenvolvimento”, explica o relatório.