Flávio Dino sobre Golpe de 64: “Lembrar a história para não repeti-la”

Governador Flávio Dino (PCdoB-MA) no Memorial João Goulart, instalado na nova sede administrativa do estado

Foto: reprodução

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), gravou um vídeo nesta terça-feira (31) no edifício João Goulart, no Centro da capital, São Luís. O prédio, nova sede administrativa do estado, restaurada pelo governo de Flávio Dino e inaugurada no último dia 24 de janeiro, conta com um memorial que homenageia o presidente João Goulart, deposto pelo golpe de 1º de abril de 1964.

Dino destacou que o espaço em memória do ex-presidente busca preserva “a verdade da historia do nosso país”, lembrando o período em que a nação foi governada por militares que “rasgaram a Constituição de 1946, cassaram mandatos” e impediram a realização das reformas de base, que eram “em favor do Brasil e dos brasileiros mais pobres”.

“Precisamos lembrar da história verdadeira para que não repeti-la nunca mais”, destacou.
Além disso, Flávio Dino convidou a todos e todas que visitem este lugar de memória quando a crise sanitária passar.

“Venham ao Maranhão e visitem o Memorial João Goulart, em defesa da democracia. Este é o sentimento que eu gostaria de partilhar com todos vocês. Ditadura, nunca mais!”, concluiu.

O vídeo é uma reação ao posicionamento público de diversas autoridades do país em favor do Golpe de 64. Mais cedo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, bem como o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, somaram-se ao ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, que começou na noite desta segunda-feira (30) uma onda de defesas explícitas do regime ditatorial que gerou numerosas mortes e desaparecimentos políticos, impôs a tortura, o exílio e a censura prévia.