Blogueiro das fake news volta a atacar o STF

Allan dos Santos, blogueiro

(Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil)

O blogueiro Allan dos Santos, que está foragido da Justiça, chamou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, de “psicopata e tirano”.

Dos Santos é investigado por participar da milícia digital que produz e divulga fake news contra as instituições democráticas e contra opositores do governo Bolsonaro.

Em participação no programa Pânico na rádio Jovem Pan, Allan dos Santos afirmou que o pedido de extradição feito pelo STF é “sem pé nem cabeça, sem fundamento jurídico e sem fato criminoso”.

“O STF, hoje, é uma instituição fora da lei”, falou.

“Alexandre de Moraes impôs um estado de terrorismo psicológico” e “decide o que quiser”, acrescentou.

Disse, ainda, que os inquéritos nos quais é investigado são “loucos” e “insanos”.

As redes sociais de Allan dos Santos e os programas do site Terça Livre foram utilizados para divulgar fake news contra o STF, contra o isolamento social e contra as vacinas.

O Terça Livre anunciou o encerramento de suas atividades logo depois que o STF pediu a prisão de Allan dos Santos.

O blogueiro tem relação íntima com a família Bolsonaro. O deputado Eduardo Bolsonaro pagava R$ 9 mil no aluguel de uma mansão em Brasília onde residia e funcionava o QG de Allan dos Santos.

Quando dos Santos optou por ir para os Estados Unidos para fugir das investigações no Brasil, Eduardo Bolsonaro acompanhou o processo e ajudou o cúmplice.