Ato lança pré-candidatura de Vanessa Grazziotin à Câmara dos Deputados

Foto: Natanael Gomes

O salão dos espelhos do Atlético Rio Negro Clube ficou pequeno para o grande público presente no ato cultural de lançamento da pré-candidatura a deputada federal da ex-senadora Vanessa Grazziotin, secretária nacional da Mulher do PCdoB, que ocorreu nesse sábado (30).

Quase duas mil pessoas – entre prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, lideranças populares e sindicais, artistas, representantes de movimentos sociais e pré-candidatos a deputados estaduais pelo PCdoB – prestigiaram o encontro que exaltou os mais de 30 anos de atuação política da ex-senadora, em defesa dos trabalhadores, da Zona Franca de Manaus e da Amazônia.

Foto: Natanael Gomes

Em discurso emocionado, Vanessa Grazziotin, avaliou que o país vive outro ambiente daquele que ajudou a eleger Bolsonaro em 2018. “Diferente deles que têm ódio e a raiva, vamos enfrentá-los com amor e solidariedade ao nosso povo”, disse a ex-senadora que deu o tom da pré-campanha.

A pré-candidata também chamou atenção para os ataques de Jair Bolsonaro ao Polo Industrial de Manaus, uma bandeira histórica que Vanessa defendeu durante sua trajetória no Congresso Nacional.

Em 33 anos de vida pública, desde quando foi vereadora, em 1988, até permanecer no Senado até 2018, Vanessa disse que esse é o pior cenário já enfrentado pela Zona Franca de Manaus.

“Nunca vi a Zona Franca sofrer tanto ataque como hoje em dia. Bolsonaro está acabando com o ganha pão de quem está na fábrica, de quem vive em Manaus e mora no interior. Precisamos nos unir e resistir”, enfatizou.

Desde fevereiro o PIM vem sofrendo com os decretos de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), do governo Bolsonaro, que ferem de morte a competitividade da Zona Franca de Manaus.

Foto: Natanael Gomes

Todos os militantes e lideranças reforçaram a importância de eleger um representante federal dos trabalhadores. “Esperamos ansiosos para ver novamente aquele congresso tremulando de energia e bravura. Jamais enquanto Vanessa foi deputada e senadora, a Zona Franca de Manaus ficou sem defesa no parlamento”, disse o presidente do PCdoB no Amazonas, Eron Bezerra, sob forte aplauso dos presentes.

Em 33 anos de vida política, desde quando foi eleita vereadora, em 1988, e reeleita nos anos de 1992 e 1996, Vanessa só ficou sem mandato nestes três últimos anos. No evento ficou demonstrada a disposição de seus apoiadores em 2022. “Esse salão está repleto de pré-candidatas e pré-candidatos porque a nossa campanha será coletiva”, destacou a pré-candidata.

Por Delcinei Alves

(PL)