"Arte é necessária", diz premiada escritora Cida Pedrosa

A escritora, poeta e vereadora do PCdoB de Recife, Cida Pedrosa

(Foto: Yala Sena / Cidadeverde.com)

Ao participar do projeto “O Poeta e Sua Hora”, a escritora, poeta e vereadora do PCdoB de Recife, Cida Pedrosa, ganhadora do prêmio Jabuti 2020, destacou-se a importância da cultura e do Festival de Teatro Lusófono (FestLuso), que encerrou neste domingo (28).

“Língua é poder e unir pessoas com a mesma língua, que nem sempre se acumula para gritar em alto e bom som que a arte é necessária neste momento de pandemia que não puderam viver de sua arte”, disse a escritora, que também é vereadora em Recife pelo PCdoB.

Em Teresina, Cida lançamentos “Solo para Vialejo” que foi escolhido livro do ano no Prêmio Jabuti. Cida Pedrosa destacou a importância de fazer política numa era de notícias falsas.

“Eu não tenho dúvida que da mesma forma que a arte é necessária necessária, a política também é. A existência e o exercício da política é a existência da própria democracia. Não existe democracia sem política e a gente precisa desmistificar isso porque a direita e os fascistas passaram a descredibilizar os políticos e como políticas para poderem fazer seu discurso autoritário ”, disse Cida Pedrosa.

Em entrevista ao Jornal do Piauí, Cida Pedrosa relembra que o livro foi construído baseado em memórias pessoais que misturam o blues com o sertão nordestino. Ela cita que a obra tem forte influência também de Euclides da Cunha e Guimarães Rosa.

Entrevista assista: 

__

Fonte: Cidade Verde