Alice: Precisamos nos unir em uma frente ampla contra o fascismo

Foto: Reprodução

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA), afirmou que é preciso unir o Brasil em uma frente ampla contra o fascismo, em vídeo publicado nas suas redes sociais nesta quarta-feira (10).

Na sua visão, o segundo turno das eleições presidenciais é a luta contra o fascismo, representado pela candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). “O fascismo não é algo abstrato. É muito importante que vocês reflitam sobre o que está acontecendo no mundo e o que já aconteceu. Líderes supostamente carismáticos trabalhando em cima da linha do caos das crises econômicas e sociais. Eles fazem disso um trampolim para posições autoritária e violentas. Isso é o fascismo e ele está nas portas do Brasil”, alertou a parlamentar.

Alice destacou que veículos de comunicação internacionais denunciam o perigo da candidatura de Bolsonaro. Exemplo disto, a revista Time, dos Estados Unidos, publicou: “Jair Bolsonaro ama Trump, odeia pessoas gays e admira autocratas”. O jornal espanhol, El Mundo, escreveu: “Bolsonaro: o candidato racista, homofóbico e machista do Brasil”. Na Austrália, o The Australian, chamou o candidato de “risco à democracia”.

“Precisamos nos unir em uma frente ampla contra o fascismo. É assim que se combate o fascismo e o obscurantismo. Por isso a palavra de ordem é essa: Frente ampla contra o fascismo!”, realçou a deputada.

Assista ao vídeo: