Manuela: “Se encerrou o ciclo das conquistas da Constituição Federal”

Crédito da Foto: Reprodução

A pré-candidata do PCdoB à Presidência da República e deputada estadual (RS) Manuela D’Ávila, afirmou que na madrugada desta quinta-feira (5), após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar o pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula, se encerrou o ciclo das conquistas da Constituição Federal.

“Ontem tivemos um dia bastante emblemático, em que a Suprema Corte do nosso país ficou dividido entre aqueles que defendem os avanços civilizatórios e lutam para garantir a liberdade e os direitos individuais e aqueles que pressionados por um conjunto de forças, por amplos setores da mídia, setores do poder judiciário, do Ministério Público e das Forças Armadas menosprezaram as nossas conquistas de 1988”, disse a deputada em discurso na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul.

Segundo Manuela, algumas pessoas são iludidas ou abduzidas pelo fascismo e acreditam ou fingem acreditar que a batalha que aconteceu no STF foi sobre o futuro do Partido dos Trabalhadores (PT) e do ex-presidente Lula. “São tolos os que pensam assim, o debate que aconteceu em torno do maior líder popular do Brasil foi uma batalha entre a civilização e a barbárie”.

“Se prendem o maior líder popular do planeta antes de todo o rito processual. O que farão com os outros 200 milhões de brasileiros? Essa é pergunta que todo o povo brasileiro deve se fazer no dia de hoje”.

A pré-candidata afirmou que é preciso garantir a construção e a consolidação de uma Frente Ampla antifascista, em defesa da democracia e da manutenção das garantias democráticas mínimas. “Tal qual fizemos na saída da ditadura militar”, frisou.

Assista a íntegra do pronunciamento da pré-candidata do PCdoB: