UNE realiza 55º com estudantes de todo o Brasil e elege nova direção

Unidade e entusiasmo marcaram o 55o Congresso da UNE I Foto: Vitor Vogel/Cuca da UNE

Terminou neste domingo (18), na capital mineira, Belo Horizonte, o 55º Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE). Com a participação de quase 10 mil estudantes dos quatro cantos do país, a estudante de Pedagogia da (Universidade do Estado da Bahia, Marianna Dias, 25 anos, natural de Feira de Santana (BA) foi eleita presidenta da UNE para o próximo biênio. A plenária final do Congresso foi realizada neste fim de semana, no Ginásio Mineirinho, em BH.

O Congresso da UNE teve início na última quarta-feira (14) e se encerrou neste domingo (18). Na sexta-feira (16), Belo Horizonte foi palco de uma grande manifestação. Cerca de 40 mil pessoas lotaram o centro da cidade para pedir “Diretas Já” e “Fora, Temer” .

No palco artistas locais conhecidos em Minas e também nacionalmente emprestaram sua música para reivindicar a democracia, a saída de Michel Temer e a realização de novas eleições no país. Uma das que deu a sua mensagem foi a cantora Fernanda Takai: “A gente vê essas lideranças dos estudantes aqui, a Ana Júlia, que está aqui, a Carina [presidenta da UNE], a Camila [presidenta da UBES], pessoas que representam tão bem um povo novo que vem com vontade de fazer alguma coisa a respeito da sua própria realidade, é um exemplo pra gente”, disse para a multidão presente.

Ela destacou a unidade de movimento presentes: “Se a gente consegue agregar políticos, outros artistas, entidades, organizações sejam quais forem, a gente precisa achar pontos em comum. Nosso ponto em comum agora, imediatamente, é tirar o Temer e ter Diretas Já”, pontuou.

Durante o ato o palco abriu espaço para todos os estilos musicais, refletindo o que é atualmente a cena mineira, da MPB ao samba e forró, passando pelo rap e o rock. Se apresentaram ainda os cantores Sérgio Pererê, Maurício Tizumba, Marina Machado, Pereira da Viola, Aline Calixto, Titane, Di Souza, Pedro Morais, Flávio Delegado (foto abaixo) e Orquestra Royal.

Participou da manifestação, o Rapper Mineiro, Flávio Renegado. Crédito: Bruno Bou | CUCA da UNE

O ato foi organizado pela União Nacional dos Estudantes, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo, em que reuniu universitários de todo o Brasil, além de artistas e trabalhadores que puxaram palavras de ordem contra o governo ilegítimo de Temer e sua agenda ultraliberal e por investimentos na Educação.

Processo congressual

Cerca de 3,5 milhões de estudantes em todo o país,  de aproximadamente 90% das instituições de ensino superior no Brasil participaram das atividades que compõem o calendário de mobilizações até o Congresso. Eles elegeram cerca de 7.200 delegados (participantes com direito a voz e voto). Desses, quase 5.000 se credenciaram no evento. Os milhares de outros participam na condição de observadores (participantes com direito a voz nos debates, mas não ao voto).

A programação contou 177 convidados. Intelectuais, artistas, parlamentares e líderes políticos expuseram análises, estudos e opiniões em dezenas de debates realizadas principalmente nos primeiros três dias, nas dependências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Resolução política do Congresso aprova adesão máxima à greve geral do dia 30 de junho

  
Imagens do Congresso | Crédito: Cuca da UNE
 
O texto da resolução do Congresso foi votado em plenária final no primeiro dia da plenária final do encontro, realizada no sábado (17). O documento indicava que “a UNE, deve defender as Diretas Já também para que o povo eleja um presidente que possa convocar uma assembleia constituinte soberana, eleita sob novas regras, sem financiamento empresarial, única forma de anular as medidas dos golpistas (PEC do limite de gastos, reforma do ensino médio, entrega do Pré-Sal) e abrir caminho para as reformas populares, como a reforma agrária, a regulamentação da mídia, a reestatização do que foi privatizado, e as mais profundas demandas da juventude como a desmilitarização da polícia, a retomada da expansão das universidades públicas, o passe livre estudantil, entre outras”.

O texto intitulado “A unidade é a bandeira da esperança – venceremos nas ruas!” reafirma o empenho da UNE na construção das Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, como espaços de construção unitária de ação política do povo, e convoca os estudantes e movimentos sociais, também para a manifestação do dia 11 de agosto, dia do estudante.

Vencedora

Candidata da chapa “Frente Brasil Popular: A unidade é a bandeira da esperança”, a nova presidenta da entidade, Marianna Dias obteve 3.788 votos (79%) e assumirá a presidência da UNE pelos próximos dois anos.

Marianna Dias  foi eleita | Crédito: Vitor Vogel

Cinco chapas foram inscritas. Em segundo lugar veio a chapa “Fora Temer, rumo à greve geral contra as reformas” com 690 dos votos (14,33%). Em terceiro a chapa “Vem que a UNE é nossa” com 148 dos votos (3.09%). Em quarto a chapa “Fora Temer, eleições gerais já. Mutirão na UNE” com 85 dos votos (1,77%) e em quinto a chapa “Reconquistar a UNE: por nenhum direto a menos, fora temer, diretas já!”, com 84 dos votos (1,75%).

Ao assumir a presidência da histórica entidade dos universitários brasileiros, Marianna considera que a UNE tem três grandes desafios no campo político. O primeiro é fazer com que as pessoas acreditem na política. Para ela “quando as pessoas deixam de acreditar que a política pode transformar a vida delas, a gente tem mais dificuldade de estabelecer mudanças no Brasil”. A líder estudantil considera que a política não pode ser vista como sinônimo de sujeira, de corrupção, de coisa ruim. Para ela é essencial disputar a consciência dos jovens, dos estudantes, no próximo período.

Outro desafio, segundo a nova presidenta da UNE, é fazer muita mobilização e colocar muito estudante na rua. O objetivo é “barrar os retrocessos, o avanço desse projeto que não foi aprovado pelas urnas no Brasil”, afirmou. O terceiro desafio é contribuir para que a democracia seja restabelecida no Brasil através do voto. Segundo Marianna, “a UNE tem feito uma campanha muito grande pelas Diretas Já, mas a próxima gestão terá ainda mais responsabilidade de falar sobre isso”.

Assista abaixo vídeo com a nova presidenta da entidade:

Mais informações sobre todo o Congresso saiba aqui.