Sol Negro: assassino do supermercado nos EUA usa símbolo nazista

O assassino ostenta no peito o "Sol Negro", símbolo nazista agora usado por milícias ucranianas

(Vídeo)

O portal “colonel cassad”, do blogueiro russo Boris Rozhin, registrou como o assassino serial do supermercado de Buffalo, nos EUA, que assassinou 10 pessoas e deixou três feridos no sábado, na grande maioria, negros, ostenta nas redes sociais o mesmo símbolo nazista usado pelo Azov e outros neonazis ucranianos: o sol negro.

Para ele, trata-se de certa forma, de uma “ironia”, já que os EUA “estão fornecendo armas para personagens do Sol Negro na Ucrânia”.

“No vídeo, Payton Gendron, de 18 anos, sai do carro e imediatamente abre fogo contra os transeuntes, após o que se dirige à loja, onde mata várias outras pessoas com um tiro na cabeça – suas vítimas são predominantemente afro-americanos”.

“Gendron foi detido pela polícia – ele acabou sendo um nazista ideológico. Uma arma com inscrições nazistas foi confiscada dele – em particular, tinha runas, assim como os nomes dos terroristas Anders Breivik, que matou 77 pessoas em Oslo em 2011, e John Ernest”.

Apesar de a mídia norte-americana apenas ter se referido ao massacre cometido por Gendron como um ‘crime de ódio com motivação racial’ – o que também é verdade -, no entanto o uso do ‘sol negro’ e as referências a neonazis estrangeiros pelo jovem assassino são reveladores de que o neonazismo que Washington alimenta na Ucrânia e outros lugares, voltando para ciscar em casa.

A última cena do vídeo com Payton usando uma camiseta com o sol negro chega a ser chocante.

Como registrou Rozhin, é o “bumerangue do sol negro” direto nos EUA.