Rubens Jr elogia diminuição da criminalidade em gestão no Maranhão

O deputado federal Rubens Jr (PCdoB-MA) destacou os avanços alcançados pela gestão do governador Flávio Dino (PCdoB) na segurança do Maranhão, durante a sessão do plenário da Câmara, nesta terça-feira (12). Rubens Jr ressaltou que entre 2004 e 2014, a taxa de homicídios no estado maranhense aumentou ano a ano, sem trégua. Mas, em 2015, ano que Flávio Dino assumiu o cargo de governador no Maranhão, os números começaram a cair, invertendo a curva ascendente até então, de acordo com dados do Atlas da Violência, divulgado pelo Ipea.

Com 2.408 assassinatos notificados, o estado fechou 2016, último ano base do levantamento, com a taxa de 34,6 assassinatos por 100 mil habitantes, a terceira menor taxa do Nordeste. Os dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.

Segundo o estudo, em 2014, o Maranhão chegou a ocupar o 4º lugar do país entre os estados com maior crescimento das notificações de homicídios, registrando aumento alarmante de 163,3%, se considerados os anos de 2005 a 2014, sete vezes maior que a média nacional, que era de 22,7%. Se considerados os homicídios por arma de fogo, o aumento chegava a 245% naquele ano.

Ainda de acordo com o deputado, a partir de 2015, finalmente o estado passou a registrar redução nas taxas, justificada pelos investimentos realizados gestão do governador Flávio Dino na segurança pública, “que têm impactado diretamente os principais índices de criminalidade no estado, inclusive o aumento na efetividade dos registros policiais de crimes, permitindo ações mais pontuais e resolutivas, a partir da estruturação qualificada das policias”, ressaltou Rubens Júnior.

Sob a liderança do secretário Jefferson Portela, hoje, o Maranhão possui o maior efetivo policial da história, com mais de 12 mil profissionais nas ruas. Cerca de 3,5 mil novos policiais foram nomeados desde 2015. Mais de 8 mil policiais receberam promoções em três anos.

“Além disso, com mais de mil veículos entregues, nos últimos três anos, a frota de viaturas foi quase duplicada e novas unidades policiais construídas, reformadas e instaladas por todo o território estadual”, afirmou o deputado durante pronunciamento.

Números comprovam os resultados expressivos

Apesar do Atlas da Violência ainda não apresentar dados de 2017 e 2018, outros levantamentos têm apontado franca queda das taxas de criminalidade no Maranhão. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, por exemplo, o estado registrou redução de 73% nas ocorrências de assaltos a banco, quando comparados os anos de 2017 e 2014. Já a Região Metropolitana de São Luís fechou o último ano com redução de 40,6% na quantidade de homicídios notificados, no mesmo período.

A nova edição do Atlas da Violência, divulgado pelo Ipea mostra que 19 das 27 unidades da Federação tiveram aumento na taxa de homicídios entre 2015 e 2016. Apenas oito Estados tiveram queda nesse tipo de crime. O Maranhão está entre eles.
Vale lembrar, que de acordo com a Folha de S.Paulo, o Maranhão foi o segundo que mais ampliou investimentos na Segurança em 2017. Foi uma alta de 26%, com gasto total de R$ 1,56 bilhão em 2017.

Temos mais resultados: São Luís deixou em 2017 a lista das 50 cidades mais violentas do mundo, segundo estudo da organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz; Com mais treinamento, inteligência, profissionais e setores especializados, a apreensão de drogas no Maranhão em 2017 foi de mais de 7 mil quilos, quase 70 vezes mais que em 2014.