Renildo critica alta no preço dos combustíveis no governo de Bolsonaro

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Renildo Calheiros (PE), rechaçou, por meio de suas redes sociais nesta segunda-feira (26), os contínuos aumentos nos preços dos combustíveis que têm sido impostos pelo governo Bolsonaro ao povo brasileiro em meio à grave crise que atinge a grande maioria da população.

“Intolerável! Os brasileiros vêm sofrendo diariamente com o aumento nos preços dos combustíveis. Valores pagos pelo etanol, gasolina e diesel não param de subir nas bombas. Preços da gasolina e do diesel vendidos nos postos atingiram, semana passada, os maiores patamares no ano, de acordo com Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)”, criticou Renildo.

Ele lembrou que “o litro do diesel S-10 foi comercializado, em média, a R$ 4,660, entre os dias 18 e 24 de julho, alta de 0,23% sobre a semana anterior e de 23,8% desde o início do ano. Já o litro da gasolina foi vendido, em média, a R$ 5,833, entre os dias 18 e 24 de julho. Alta é de 27,8% desde o início de 2021”. E acrescentou: “São quatro semanas consecutivas de aumento dos preços do diesel e da gasolina nas bombas”.

De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, o preço da gasolina, no sábado, ultrapassou os R$ 6 nos postos, o que representa uma alta de mais de 2% em relação ao início de julho.

 

Por Priscila Lobregatte

Com agências