Perpétua Almeida pede investigação para apurar crimes de Moro

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) solicitou à Procuradora Geral da República, Raquel Dogde, que abra processo para investigar possível desvio de finalidade, abuso de poder e mal uso de recursos públicos do ministro Sérgio Moro em relação ao jornalista Glenn Edward Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil.
O pedido foi feito após a Polícia Federal, subordinada ao ministro, solicitar ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) informações relativas às movimentações financeiras feitas pelo jornalista. Para a parlamentar, a investigação pode caracterizar a utilização de recursos públicos com grave desvio de finalidade e abuso de poder para tolher a liberdade de imprensa.

“Se confirmado, é um ataque ao princípio constitucional da liberdade de imprensa, base essencial ao funcionamento harmonioso do Estado Democrático de Direito. É urgente que as autoridades federais apurem estes graves indícios de crimes e coíbam um ataque à liberdade de imprensa”, afirma.

Ministro da CGU

A deputada também enviou pedido para que o ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, adote medidas imediatas sobre o assunto. “Esse ato caracteriza não um Estado de Direito, e sim, a operação de um Estado Policial de tipo fascista. É preciso investigar”, afirma.