PCdoB-RN aprova resolução e apresenta projeto eleitoral

A direção estadual do PCdoB do Rio Grande do Norte, em sua 5ª reunião realizada na última quarta-feira (22), aprovou a resolução “unidade para fortalecer o Partido e fazer a luta do povo avançar”. No documento é retratado o quadro político nacional e local e apresenta orientações sobre o caminho traçado pela direção em relação as eleições deste ano.

No âmbito nacional, a nota ressalta a necessária vitória das forças populares com Lula-Alckmin e também ao governo do estado, com o apoio à reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT), “mesmo discordando da substituição do atual vice-governador e dirigente comunista, Antenor Roberto, na chapa da disputa majoritária”.

Aqui a resolução em PDF do PCdoB-RN

A resolução apresenta ainda que é preciso concentrar energias pelo êxito do projeto eleitoral da legenda no estado, dessa forma apresenta que é preciso assegurar a presença do partido na Assembleia Legislativa com os nomes das pré-candidaturas de Júlia Arruda e Lucicláudio Bezerra, além de três nomes para a disputa federal: Patrícia Santiago, Paulo Silva e Vilma Leão.

Pré-candidatos estaduais

Júlia Arruda

Lucicláudio Bezerra

Federal

Patrícia Santiago

Paulo Silva

Vilma Leão

 

Abaixo a nota:

Unidade para fortalecer o Partido e fazer a luta do povo avançar!

Em reunião realizada na última quarta-feira, 22, o Comitê Estadual do Partido Comunista do Brasil no Rio Grande do Norte (PCdoB-RN) analisou o quadro político nacional e local, e aprovou uma importante resolução que orienta e indica ao conjunto de militantes, filiados, simpatizantes e amigos da legenda o rumo a tomar nas eleições de 2022.

Reconhecendo a existência de uma crise política continuada, produzida e tensionada pelo próprio presidente da República, os comunistas avaliam que o povo brasileiro se encontra diante de mais uma encruzilhada histórica, e que, em tais circunstâncias, as escolhas feitas no pleito de outubro próximo poderão tornar ainda mais grave a situação de desamparo e miséria hoje existente.

De acordo com o documento, “a disparada de preços, com destaque para combustíveis e alimentos; os 33 milhões de brasileiros passando fome; os mais de 12 milhões de desempregados; além da escalada de casos de corrupção no âmbito do governo, revelam a situação catastrófica para onde foi conduzido nosso país”.

Diante de um mandatário que promove “constantes ameaças e intimidações às instituições”, seja para “esconder os fracassos econômicos e sociais de seu governo”, seja para “tentar descredibilizar a legitimidade do processo eleitoral”, a resolução aprovada defende a formação de uma “ampla frente política”, capaz de barrar quaisquer tentativas de golpe contra a soberania popular.

Essa amplitude, ainda na opinião dos comunistas, deve se traduzir no lançamento de chapas que reúnam candidaturas representativas de diferentes segmentos políticos, econômicos e sociais comprometidos com a defesa da democracia, com a reconstrução nacional e a justiça social. E, nesse sentido, a centenária legenda reitera e recomenda o voto na chapa Lula-Alckmin.

Necessidade da luta política

No Rio Grande do Norte, mesmo discordando da substituição do atual vice-governador e dirigente comunista, Antenor Roberto, na chapa da disputa majoritária, a Direção do PCdoB afirma que a reeleição da governadora Fátima Bezerra é uma necessidade imperiosa da luta política, e que constitui condição decisiva para que se continue perseguindo a efetivação de um projeto de desenvolvimento que beneficie o povo potiguar.

Inequivocamente, nos últimos quatro anos, com o vice-governador à frente, os comunistas foram participantes ativos do esforço de superação da situação de colapso administrativo, fiscal e orçamentário em que o Governo do Estado foi encontrado. Com forte alinhamento programático delineado por afinidades estratégicas, PCdoB e PT constituíram um sólido núcleo, em âmbito governamental, responsável por assegurar e impulsionar essa difícil travessia.

No atual momento, sem senões, o PCdoB compreende que a ampliação do espectro de forças políticas na aliança eleitoral aumenta as possibilidades de vitória na esfera local e contribui para o êxito no decisivo embate nacional. Todavia, sem ilusões, os comunistas também entendem que a base de sustentação de um futuro governo se tornará bem mais heterogênea, potencializando riscos de retardamento ou mesmo de interrupção e retrocessos no ciclo iniciado em 2019.

Nesse sentido, para que o aludido projeto estadual de desenvolvimento não se torne uma quimera e – mais do que isso, para que possa continuar avançando numa perspectiva crescentemente popular e progressista, a resolução aprovada pelo Comitê Estadual do PCdoB-RN conclama militantes, filiados, amigos e simpatizantes a se unirem em torno das candidaturas partidárias, fazendo da campanha eleitoral um momento de elevação da consciência social e política dos trabalhadores e do povo.

Para tanto, além da eleição de Lula e Fátima, e da manutenção de um mandato no Senado Federal em mãos progressistas, os comunistas potiguares querem assegurar presença na Assembleia Legislativa, apresentando as pré-candidaturas de Júlia Arruda e Lucicláudio Bezerra para deputada e deputado estadual, e disputar uma cadeira na Câmara Federal, com as pré-candidaturas de Patrícia Santiago, Paulo Silva e Vilma Leão para deputada e deputado federal.

Mais do que nunca, fortalecer o PCdoB é fazer a luta do povo avançar!

Mão à obra! À vitória!

Christian Vasconcelos (Natal-RN)

 

Leia também:

PCdoB-RN anuncia Júlia Arruda como pré-candidata à deputada estadual