PCdoB e PPL anunciam incorporação em ato no dia 2 de dezembro em SP

Em comunicado conjunto enviado à imprensa nesta segunda-feira (26), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Pátria Livre (PPL) convocam reunião para o próximo domingo (2/12) onde será realizado oficialmente o anúncio de incorporação do PPL ao PCdoB.
Segundo a nota, a unidade entre as duas legendas servirá para enfrentar o desafio de superar a cláusula de desempenho e fortalecer a oposição ao governo de extrema direita de Jair Bolsonaro. “O caminho prático para realizar os objetivos propostos é a incorporação do PPL ao PCdoB”.
O texto diz ainda que o processo de incorporação será “assentado na legislação e nos estatutos das duas legendas, se efetivará simultaneamente em suas instâncias de decisão e deliberação”.
O evento, organizado pela direção dos dois partidos, ocorrerá  às 10 horas, no auditório do Sindicato dos Eletricitários, na capital paulista.
Segue abaixo a íntegra:
Nota à imprensa
A eleição de Jair Bolsonaro, da extrema direita, coloca em alto risco a democracia, a soberania
nacional e os direitos do povo brasileiro.

Face a essa realidade, impõe-se a união das mais amplas forças políticas, sociais, econômicas e
culturais para empreender a resistência e exercer a oposição, tendo como convergência a defesa da democracia, da Constituição de 1988, dos direitos dos trabalhadores e dos interesses nacionais.

Diante desse quadro e visando a cumprir suas responsabilidades com o Brasil e seu povo, o
Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Pátria Livre (PPL) iniciaram um elevado
diálogo, buscando uma solução política e jurídica para atender às exigências, na forma da lei,
de superação da cláusula de desempenho – e assim criar as condições para seguir cumprindo
um papel relevante na busca de soluções para o Brasil, particularmente nesse período de resistência democrática em que ingressamos.

Desse diálogo frutífero, veio a convicção de que as duas legendas, em relação ao presidente
eleito e ao seu futuro governo, têm o entendimento comum, a visão tática confluente de que é
preciso agregar, sem hegemonismos ou imposições, um leque amplo de forças para empreender a resistência, a oposição e a luta contra o retrocesso e o obscurantismo. As
conversações também ressaltaram as afinidades programáticas entre os dois partidos.

De comum acordo, as direções das duas legendas concluíram, então, que o caminho para
realizar os objetivos propostos é o da unidade, cujo encaminhamento prático, legal e imediato
é a incorporação do PPL ao PCdoB. Esse processo, assentado na legislação e nos estatutos das
duas legendas, se efetivará simultaneamente em suas instâncias de decisão e deliberação.

Para concretizar esse processo, acontecerá, no próximo dia 2 de dezembro, uma reunião
conjunta de instâncias máximas das duas legendas, na qual será comunicada a decisão
tomada. O evento ocorrerá às 10 horas no auditório do Sindicato dos Eletricitários, na cidade
de São Paulo, rua Thomaz Gonzaga, 50, Liberdade.

Luciana Santos
Presidenta do Partido Comunista do Brasil – PCdoB

Sérgio Rubens de Araújo Torres
Presidente do Partido Pátria Livre (PPL)