PCdoB defende candidatura ampla para o Amazonas

Em reunião realizada neste final de semana (14 e 15), a Comissão Política do PCdoB no Amazonas aprovou a resolução na qual defende que a Federação Brasil da Esperança (FE Brasil), formada por PCdoB, PT e PV, deve ter ou apoiar uma candidatura viável ao governo do estado. Para os comunistas, é fundamental garantir um palanque para Lula no Amazonas, onde ele lidera a disputa presidencial.

“Não é razoável que o candidato favorito para vencer as eleições a presidente não tenha um palanque próprio no estado do Amazonas, (na disputa) para o governo evidentemente. Por três razões. A primeira porque é preciso o próprio palanque do presidente; a segunda, para fortalecer as candidaturas proporcionais e a terceira para indicar para a população qual é o tipo de projeto, de programa que nós defendemos”, explicou Eron Bezerra, presidente do PCdoB no Amazonas.

Ele acrescentou que “uma candidatura do campo progressista aqui teria condições amplas de ganhar a eleição, até porque os três candidatos que mais ou menos disputam as primeiras posições estão estacionados no mesmo patamar há bastante tempo, justamente pela falta de uma alternativa mais progressista”.

Nesse cenário, analisou o dirigente, “entendemos que é preciso ter uma alternativa eleitoralmente viável e que, ao mesmo tempo, sirva para alavancar e fortalecer a candidatura de Lula e as candidaturas proporcionais no estado do Amazonas. É essa síntese da nossa posição. Quem vai ser esse nome, depende do conjunto de entendimento da federação e dos demais partidos que hoje apoiam nacionalmente o presidente Lula”.

No estado, a legenda comunista – que lançou recentemente a pré-candidatura da ex-senadora e secretária da Mulher do PCdoB, Vanessa Grazziotin, a deputada federal – está em fase de discussão das nominatas de pré-candidatos à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa do Amazonas.

Por Priscila Lobregatte
Com informações do PCdoB-AM