PCdoB carioca emite nota em que faz defesa da unidade nestas eleições

A comissão política do PCdoB da cidade do Rio de Janeiro divulgou nesta terça-feira (15) nota em que destaca a retirada da candidatura própria à Prefeitura carioca para apoiar a candidatura da ex-governadora do RJ, atualmente deputada federal, Benedita da Silva (PT).

Intitulada “em defesa da unidade”, o documento aprovado pela direção diz que reconhece o extraordinário papel que a deputada Enfermeira Rejane teve enquanto pré-candidata do Partido, mas que o PCdoB busca “reduzir a fragmentação do campo político e social” nestas eleições.

Neste sentido, a direção carioca “conclama todas as outras forças a se juntarem nesta unidade na tentativa de chegar ao segundo turno e derrotar as forças neofascistas, que corrompem a administração pública e desprezam a vida e os direitos”.

“Vamos somar com a candidatura de Benedita da Silva, mulher negra de trajetória digna, e que neste momento pode ser a alternativa para a cidade do Rio de Janeiro”, diz a resolução.

A convenção municipal que irá aprovar o projeto eleitoral do PCdoB para a cidade do Rio de Janeiro, incluindo a chapa de candidatos à Câmara municipal acontecerá nesta quarta-feira (16) através de plataforma virtual. O link será enviado aos delegados e delegadas da convenção.

Confira a íntegra  da nota da direção abaixo:

Nota: Em defesa da unidade

A cidade do Rio precisa ter alegria e esperança. Hoje não consegue sorrir para o futuro. Está sem perspectiva, órfã de proteção do Estado, de políticas sociais, de proteção à sua vida, de escolas estruturadas, com desemprego crescente, e crianças e idosos sem teto cada vez mais ocupando as ruas sobre papelão e folhas de jornal. As forças que hoje dirigem a prefeitura estão denunciadas por grandes esquemas de corrupção e vários outros líderes destas estruturas dominantes ultrapassadas estão presos ou afastados.

As forças democráticas e de esquerda precisam apresentar caminhos que possibilitem o reencontro com a generosidade e a seriedade na gestão pública. Por isso, o PCdoB, nacionalmente, fez todos os esforços para que os partidos de esquerda e progressistas repensassem suas decisões. É urgente unir forças para derrotar esta direita que não tem ética nem compromisso com nossa gente. Entendemos que isso ainda é possível!

O PCdoB, neste momento, faz um esforço hercúleo no sentido de ampla unidade, dialogando com todas as forças políticas e pré-candidaturas do campo popular democrático. Abrimos mão de uma candidatura própria à prefeitura do Rio, reconhecendo o extraordinário papel que a Enfermeira Rejane teve como nossa pré-candidata, buscando reduzir a fragmentação do nosso campo político e social, para buscar a unidade possível e conclama todas as outras forças a se juntarem nesta unidade na tentativa de chegar ao segundo turno e derrotar as forças neofascistas, que corrompem a administração pública e desprezam a vida e os direitos.

Vamos somar com a candidatura de Benedita da Silva, mulher negra de trajetória digna, e que neste momento pode ser a alternativa para a cidade do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2020

Comissão política Municipal do PCdoB Rio de Janeiro