Moscou: Um milhão festejam vitória contra o nazismo e repudiam Otan

Regimento dos Imortais: Parentes levam fotos dos entes queridos que morreram em combate ao invasor da Pátria

(Alexandr Kryazhev/Sputnik)

O repúdio à ameaça da Otan à segurança da Rússia e ao uso da Ucrânia como trampolim para esta agressão se expressou neste 9 de Maio, quando logo após o desfile militar, as ruas próximas à Praça Vermelha foram tomadas por cerca de um milhão de pessoas portando cartazes de familiares e amigos que tombaram lutando contra o invasor nazista durante a Grande Guerra Patriótica em defesa da soberania e liberdade do país.

Esta formação popular recebeu a denominação de Regimento Imortal.

O presidente Vladimir Putin participou do evento com um retrato de seu pai nas mãos. (Reprodução/Sputnik)

O Regimento Imortal é uma ação já tradicional destinada a prestar homenagem àqueles que lutaram na Segunda Guerra Mundial. Além da capital, Moscou houve manifestações nas ruas de dezenas de cidades onde também foram erguidos retratos de familiares mortos na guerra, uma forma de render homenagem e compartilhar suas histórias.

Putin participou da caminhada do Regimento Imortal portando a foto de seu pai. (Vídeo Sputnik)

Pessoas de todas as idades compareceram hoje ao evento, muitas delas crianças. Quase todos os participantes levam amarradas fitas vermelhas e também com as cores laranja e preto, as cores de São Jorge, simbolizando a vitória, e flores. Muitos tinham crachás com a letra Z no peito, símbolo da operação especial na Ucrânia.

Gritos de “Hurra!” ecoaram pelas colunas do Regimento Imortal, e muitos “Viva a Rússia!”.

Além de Moscou, onde segundo cálculos da prefeitura, participaram por volta de um milhão de pessoas, desfiles envolvendo a população foram realizados nas principais cidades do país.

Nos dois anos anteriores a marcha foi realizada virtualmente devido às restrições sanitárias pela Covid-19.

(Reprodução/Sputnik)
__