Márcio Jerry: Debate sobre corte de R$ 40 bi da saúde deve ir para CMO

Foto: reprodução

Presidente da Frente Parlamentar Mista pelo Fortalecimento do Sistema Único da Saúde (SUS), o vice-líder do PCdoB, deputado Márcio Jerry (MA), afirmou nesta terça-feira (27) que levará à Comissão Mista do Orçamento (CMO) o embate sobre os cortes de cerca de R$ 40 bilhões previstos para a área em 2021. Em discurso na sessão virtual da Câmara, o parlamentar, que também é membro titular da Comissão, defendeu a garantia de recursos permanentes para o Sistema que hoje alcança 180 milhões de brasileiros e realiza em torno de 2,8 bilhões de atendimentos médicos por ano no país.

“Gostaria de destacar uma iniciativa parlamentar, liderada por mim, com muito orgulho, e pelo Senador Weverton Rocha (PDT-MA). E o primeiro grande embate que precisamos ter é em relação à questão orçamentária. O SUS, tão evidenciado neste momento de pandemia, tão aplaudido e reconhecido pelos brasileiros e brasileiras, precisa ter um aporte de recursos capaz de melhorar a rede de atendimento, de ampliar a rede de atendimento e de qualificar cada vez mais a ação do SUS em todo território brasileiro”, declarou.

O deputado disse ainda que na CMO espera “juntar forças, criar convergências para que não haja nenhum centavo a menos para dar garantia ao Sistema”, sobretudo após as provas ao qual a saúde foi submetido durante os mais oito meses de crise sanitária.

“Nós precisamos, na verdade, de mais recursos para a saúde em nosso país, e esta é a bandeira a ser levantada por esta Frente Parlamentar Mista. É um momento muito importante para este debate. Nós precisamos avaliar tudo que vem acontecendo nesta pandemia, o papel que vem sendo desenvolvido e cumprido pelo Sistema Único de Saúde e a necessidade, que nos é posta todos os dias, de fortalecimento da saúde pública em nosso país”.

 

Por Nathália Bignon

 

(PL)