Manuela d'Ávila fala sobre o futuro do Brasil no governo Bolsonaro

Foto: Sérgio Lima/Poder360

 A deputada estadual pelo PCdoB-RS, Manuela d’Ávila, que foi candidata à vice-presidente do Brasil, concedeu entrevista para rádio Gaúcha Zero Hora no Spotify nesta quarta-feira (14). O tema era “Bolsonaro: E agora?”. No entanto, Manuela em quase uma hora, falou sobre vários assuntos como foi o comportamento na internet nas eleições, sobre o futuro das forças de esquerda no país, comentou também sobre luta das mulheres, dos negros e LGBTs, sobre violência e incentivo ao ódio, sobre a liderança de Lula no país e sua prisão política.

Manuela concede entrevista ao SpotifySegundo a parlamentar, Bolsonaro fará um governo de ultra direita do ponto de vista do mercado e comentou como vai se dar a disputa interna dentro do governo. Para Manuela, o governo Bolsonaro será de autorização da violência, pois é uma referência neste assunto. “Ele autoriza a violência”.

Ela explica que teme o retrocesso nos direitos humanos. “Do ponto de vista dos direitos nós avançamos muito pouco desde a Constituinte de 1988”.

Sobre o seu futuro político, Manuela diz: “Torço para que meu barco caminhe para continuar lutando pelas causas do povo”, em referência ao verso de Paulinho da Viola “não sou eu que me navega, quem me navega é o mar”.

Segundo o jornal “entrevistar Manuela é ouvir as suas verdades de forma contundente, com paixão”. Para 2023, Manuela defende que uma frente política ampla volte a governar o país, mas neste momento, diz que vai respeitar a opinião do povo brasileiro que escolheu Bolsonaro como seu presidente, mas espera que ele zele a Constituição Federal de 1988.

Manuela foi entrevistada pelo jornalista Luciano Potter.

Ouça no aplicativo do Spotify.