Luciana Santos: Diálogos revelados demonstram uso político da LavaJato

Reprodução

A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, afirmou nesta terça-feira (11), que as conversas vazadas de membros da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, entre eles o coordenador Deltan Dallagnol e o hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, demonstra “cabalmente” o “uso político” nas investigações da operação. Segundo ela, os diálogos mostram um “conluio” entre o então juiz e o procurador.

Ao Blog do Jamildo, Luciana comentou a gravidade das conversar reveladas. “É grave. Tudo aquilo que nós suspeitávamos está aí cabalmente demonstrado que houve um uso político fora de qualquer parâmetro de procedimento formal e legal. Então, é preciso que no mínimo se investigue. Como é um caso muito grave, é um ministro da Justiça, nós estamos discutindo, eu como presidente nacional do PCdoB, que medidas tomar. Mas certamente é preciso ele ser ouvido, abrir uma investigação”, afirmou Luciana Santos.

A vice-governadora disse ainda que os presidentes dos partidos de oposição devem soltar uma nota conjunta sobre o caso.