Lira e Pacheco cobram de Pazuello calendário de vacinação

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

(foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Com prazo de 24h, os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco, fizeram vários questionamentos e cobraram do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informações sobre o calendário e a lentidão da vacinação no país.

Eles querem que Pazuello responda aos questionamentos sobre as mudanças no prazo de imunização, em razão da urgência imposta pela pandemia e do aumento na taxa de mortalidade.

Lira e Pacheco querem saber se Pazuello tem informações sobre a produção nacional de vacinas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo Instituto Butantan. “Em caso afirmativo, quais seriam as datas para o envio de vacinas, pelas referidas instituições, ao governo federal?”, perguntam.

Eles questionam se houve alteração na previsão inicial proposta pelo ministério e quais seriam as razões para as mudanças no cronograma da imunização.

“Há risco de falta dos referidos insumos? Quais os maiores entraves que o Ministério tem visualizado para a sua aquisição e importação?”, perguntam ao ministro.

O processo de vacinação contra a Covid-19 no país está lento e com muitas falhas.

Segundo dados das secretarias estaduais de Saúde, apenas 8.497.929 tomaram a primeira dose e 2.848.847 a segunda, num total de mais de 11,3 milhões de doses aplicadas. O país tem 211,8 milhões de habitantes.

O que representa 4,01% da população brasileira.

__

Com informações da Agência Câmara de Notícias