Líder do PCdoB questiona reajuste nas tarifas de energia

Foto: Richard Silva/PCdoB na Câmara

A líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC), entrou com requerimento pedindo ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, esclarecimentos a respeito do aumento da tarifa de energia elétrica no país, ocorrido nessa terça-feira (1º).

“Causa perplexidade o crescimento das tarifas um dia depois das eleições. A população quer saber quais são as razões, os setores isentos, e a duração desse terrível aumento no momento mais difícil que o Brasil enfrenta, com desemprego recorde e a carestia cada dia pior, aumentando o gás, a gasolina, a carne, o arroz e o feijão. Quais as causas desta maldade em plena pandemia de Covid-19?”, questiona a deputada.

A reativação das bandeiras tarifárias na conta de luz a partir de dezembro foi decidida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A agência estabeleceu ainda patamar vermelho 2 para o mês de dezembro, o nível com condições ainda mais custosas para a geração de energia. Com isso, a tarifa sofre acréscimo de R$ 6,243 a cada 100 kWh consumidos.

“Se mostra necessário reativarmos a bandeira para conscientizarmos a população do uso racional e eficiente de energia elétrica”, disse o relator da proposta, Efrain Pereira da Cruz, que foi acompanhado por unanimidade pela diretoria da agência reguladora.

Energisa Acre

A parlamentar também solicitou informações sobre os relatórios atualizados de fiscalização e pareceres técnicos relativos ao funcionamento da distribuidora de energia do Acre, a Energisa Acre, e as condições gerais do sistema de energia em todo o estado.

“O pedido de vistoria nos equipamentos e instalações da fornecedora de energia é necessário para prevenir eventuais apagões como o que aconteceu no Amapá. Como está a manutenção das instalações ou equipamentos? A Energisa tem equipamentos substitutos caso haja falha nos equipamentos?”, questiona Perpétua Almeida.

A congressista lembra que a empresa de distribuição de energia do Acre já foi objeto de uma Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Estadual. “Já realizamos várias reuniões com a Aneel para acertos na conduta da empresa e reajustes de tarifas. Temos que ficar sempre atentos, de olho”, afirma Perpétua.

 

Por Tarciso Nascimento
Ascom deputada Perpétua Almeida

 

(PL)