Jandira Feghali aponta "descoordenação nacional” no combate à Covid-19

"Estamos numa situação gravíssima”, diz Jandira. Foto: reprodução

Em sessão da Câmara dos Deputados desta terça-feira (4), a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) fez um contundente discurso contra a política de extermínio do governo Bolsonaro durante a pandemia, que já resultou na morte de quase 100 mil pessoas.

 

“Em primeiro lugar, presidente, eu quero trazer os fatos reais. Não adianta fazer discurso sem dar os dados. Nós somos 3% da população mundial e 14% dos casos de Covid. Nós não temos uma coordenação nacional de combate à pandemia. Muito pelo contrário: nós temos uma descoordenação nacional”, disse.

 

“Estamos chegando a 3 milhões de contaminados — com a subnotificação, podemos ser 18 milhões e estamos chegando a 100 mil óbitos. Também devido à subnotificação, pode ser bem mais. Isso significa que estamos numa situação gravíssima”.

 

Jandira também destacou que segundo a Oxfam, 42 super-ricos do Brasil aumentaram sua fortuna em 34 bilhões de dólares. “Em compensação, temos 40% dos brasileiros que perderam totalmente sua renda durante a pandemia, 10 milhões só em maio, e podemos dobrar o desemprego até o final da pandemia”, enfatizou.

 

O terminar o discurso, declarou: “Por último, quero aqui expressar a minha indignação, minha repulsa, ao veto do senhor presidente da República para o projeto que esta Casa aprovou, quase que por unanimidade, e que protege as famílias e os profissionais de saúde vitimados pela Covid”. Jandira concluiu conclamando a Câmara a “derrubar os vetos deste presidente que insensivelmente e de forma genocida tem tratado a pandemia no Brasil”.

 

Veja abaixo a íntegra do discurso da deputada Jandira Feghali:

Por Priscila Lobregatte