Jandira critica política externa desastrosa e incertezas sobre vacina

Foto: reprodução

Em reunião de comissão da Câmara Federal sobre a covid-19 nesta quarta-feira (20), a deputada federal do PCdoB, Jandira Feghali (RJ), questionou o Ministério da Saúde sobre as medidas concretas a respeito da vacinação contra o coronavírus, condenou a indicação, via aplicativo e no site do próprio ministério, do uso de medicamentos sem eficácia cientificamente comprovada e criticou o Ministério das Relações Exteriores por sua política desastrosa, notadamente em relação à China.

“O Brasil começa a ter esperança, a enxergar uma luz no fim do túnel em relação à vacina, mas ao mesmo tempo vê um intervalo entre essas doses e a falta de prazos e de perspectiva em relação às outras vacinas. Isso é um problema, uma insegurança da população”, lamentou a deputada, ao narrar a situação incerta quanto à imunização em larga escala.

Mais adiante, a parlamentar apontou: “O ministro (das Relações Exteriores) diz que estamos com tudo certo com relação à China. Tento recuperar nossa trajetória e me parece que não foi bem assim o trato da diplomacia brasileira com um país tecnologicamente avançado, principal parceiro comercial do Brasil e principal fornecedor dos insumos centrais à defesa da vida do povo brasileiro”, lembrou.

Até aqui, disse Jandira, “tudo o que o governo brasileiro fez nas relações diplomáticas com a China não foi no trato da diplomacia correta. Houve muitas agressões da família Bolsonaro”.

Por fim, a deputada questionou a falta de manifestação do Itamaraty quanto às tratativas com a China e de agradecimento à Venezuela pelo apoio do país ao estado do Amazonas. “Não vi a chancelaria brasileira, de fato, tomando uma posição pública de agradecimento aos apoios e quanto ao relacionamento com a Embaixada da China”.

Assista o vídeo:

Por Priscila Lobregatte