Flávio Dino: Sentença de Sergio Moro é frágil, não há provas

Em suas redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) afirmou que a argumentação jurídica usada por Sérgio Moro para sentenciar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é frágil e não possui consistência. De acordo com o parlamentar a sentença não tem relação com a Petrobras e Lula não solicitou ou recebeu apartamento, que continua sendo da OAS.

Segundo o governador, é ínfima a chance do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmarem a frágil sentença do tríplex. Para ele, uma eventual condenação em 2ª instância de Lula só serviria para gerar inelegibilidade em 2018.

Flávio Dino espera que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) aplique bem o Direito ao caso.

“Muitos desejam fazer julgamento político do ex-presidente Lula. Há dia e local para fazê-lo. Nas urnas, no dia da eleição. Tribunais não devem servir para isso. Que deixem Lula ser candidato e que o povo o julgue politicamente”, concluiu Flávio Dino.