Flávio Dino: "O caminho rápido contra a desigualdade é a Educação”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição, participou na noite desta quarta-feira (12) do Diálogo com a Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Maranhão, no auditório da Faculdade Estácio de Sá, em São Luís. Flávio Dino tem conversado com os mais diferentes públicos do estado, debatendo ideias para manter o Maranhão na rota do crescimento e da inclusão.

Durante o evento, Flávio Dino ressaltou a necessidade de romper o ciclo da desigualdade no Brasil. “A maior corrupção é a desigualdade. Nada corrompe mais a sociedade do que a concentração de poder e riqueza na mão de poucos. Temos que enfrentar as desigualdades sociais e regionais”, afirmou.

Para o governador, “o único caminho que conhecemos para rapidamente combater a desigualdade é a Educação. Por isso, o principal programa do nosso governo é o Escola Digna. E tenho visto resultados extraordinários. Eu achava que iria demorar mais tempo”, disse.

Flávio Dino citou, por exemplo, que o Maranhão conseguiu a maior nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da história do Estado na atual gestão. O Maranhão passou da 22ª posição para o 13º lugar no ranking de qualidade do Ensino Médio no Brasil. O aumento da nota foi de 21% no governo de Flávio.

“Não há uma única semana em que a gente não inaugure ou reinaugure uma escola”, acrescentou o gestor maranhense.

Ambiente plural

O presidente da Associação das Defensoras e Defensores Públicos, Murilo Guazzelli, ressaltou que Flávio sempre atendeu os convites para dialogar com a entidade. “Ele sempre nos honrou com sua participação”, disse.

De acordo com Guazzelli, a associação “cumpre também o papel social de aproximar o mundo acadêmico do político, estimulando a participação popular”.

Para Flávio, “mais que um direito, é uma obrigação de quem postula a condição de governador comparecer a debates, eventos, palestras e prestar contas sobre o que faz e o que fez, sobre o que pretende fazer”.

O diretor-geral da Estácio, Geraldo Siqueira, disse se tratar de “um ambiente plural para que os candidatos possam apresentar suas propostas e debater com a sociedade aquilo que de bom vai ser orquestrado no Maranhão”.

O defensor público geral do Maranhão, Alberto Pessoa Bastos, destacou que a entidade tem buscado estar “cada vez mais perto da sociedade, porque assim consegue identificar as principais mazelas e promover ações mais eficiente e céleres”.

Flávio lembrou que nomeou 64 novos defensores públicos durante sua gestão. “Queremos nomear mais seis neste ano, chegando a 70. E no próximo ano vamos continuar esse processo da expansão das instituições.”