Flávio Dino em Curitiba:Estamos diante de várias violações contra Lula

Crédito da Foto: Reprodução

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) e uma comitiva de nove governadores do Nordeste e quatro senadores foram impedidos de visitar o ex-presidente Lula nesta terça-feira (10), na sede da Polícia Federal em Curitiba. Flávio Dino afirmou que a atitude “reforça que estamos diante de várias violações contra o ex-presidente”.

Por esse impedimento, os governadores resolveram deixar uma carta ao ex-presidente Lula visando registrar a solidariedade pessoal e política.

O texto escrito a mão pelo próprio governador e assinado por todos os outros governadores diz: “Estivemos aqui e sempre estaremos ao seu lado, firmes na luta. Infelizmente, a Lei de Execução Penal não foi cumprida adequadamente e não podemos abraça-lo pessoalmente. Mas, por nosso intermédio, milhões de brasileiros e brasileiras estão solidários e sendo sua voz por um Brasil justo, democrático e livre”, afirma o documento.

Erro jurídico

Sendo ex-juiz federal, Flávio Dino ressaltou que há um erro jurídico imenso na prisão do ex-presidente. “O caso do dito apartamento do tríplex não sustenta uma condenação desse tipo e sabemos também que não houve esgotamento dos recursos que a Constituição e a Lei brasileira assegura a todos os brasileiros”.

Para Flávio Dino, a prisão tem “caráter mais político do legal, do que jurídico”.“Estamos defendendo a liberdade do ex-presidente Lula e os seus direitos políticos, mas, também estamos defendendo a integridade e a autoridade do sistema jurídico, da Constituição e das Leis para todos os brasileiros e brasileiras. Por isso é uma causa que deve unir todos os patriotas e democratas e todos aqueles que sabem da importância do cumprimento da legalidade e da democracia em favor de todos. Lula livre! (…), frisou Flávio Dino.

Além de Flávio Dino, o grupo de governadores inclui Paulo Câmara (Pernambuco), Ricardo Coutinho (Paraíba), Wellington Dias (Piauí), Renan Filho (Alagoas), Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará), Robinson Faria (Rio Grande do Norte) e, Belivaldo Chagas (Sergipe).

Confira o vídeo: