Bolsonaro chega a 60% de desaprovação e perderia de Lula e Ciro

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O governo do presidente Jair Bolsonaro atingiu sua pior avaliação segundo pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (11). De acordo com o levantamento, 50% consideram o governo ruim e péssimo, enquanto 26% avaliam a gestão de Bolsonaro como boa ou ótima.

O percentual dos que consideram o governo ruim ou péssimo subiu um ponto em relação a maio, quando estava em 49%. Já a proporção dos que consideram o governo bom ou ótimo recuou três pontos percentuais na comparação com o mês passado, quando era de 29%.

Ainda de acordo com a pesquisa, o percentual dos que consideram o governo regular está em 22%, dois pontos acima dos 22% registrados na pesquisa XP/Ipespe de maio.

O levantamento apontou ainda que 60% desaprovam o governo Bolsonaro, contra 34% que aprovam. A expectativa para o resto do mandato do presidente da República é ruim ou péssima para 47% dos participantes da pesquisa, boa ou ótima para 29% e regular para 19%.

Pandemia

Quando questionados sobre a atuação de Jair Bolsonaro para enfrentar a pandemia, 58% responderam que é ruim ou péssima, mesmo percentual de março e maio. Apenas 22% consideram a ação do presidente no combate à Covid-19 ótima ou boa.

Além disso, 62% aprovam a CPI da Covid, contra 25% que reprovam 13% que não sabem ou não responderam. A pesquisa mostra que um alto índice de pessoas tomou conhecimento da CPI: 76% sabem que ela está ocorrendo.

Para 46%, o principal objetivo da CPI é investigar as falhas e omissões do governo federal durante a pandemia, enquanto 28% disseram que é investigar irregularidades e desvios do governo estadual e municipal.

Copa América

A pesquisa XP/Ipespe também indica que a maioria dos brasileiros desaprova a realização da Copa América no Brasil em um momento de descontrole da pandemia. Bolsonaro apoia ostensivamente a realização do campeonato em território brasileiro.

Segundo o levantamento, 64% desaprovam que o país seja sede da Copa América, contra 29% que aprovam. Entre os que fazem uma avaliação negativa do governo Bolsonaro, a desaprovação ao campeonato chega a 83%. Entre os que avaliam o presidente positivamente o cenário se inverte e a aprovação à Copa América chega a 58%.

Eleições

A pesquisa também analisou cenários eleitorais, que mostram uma situação difícil para Bolsonaro. Na estimulada para o 1º turno, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, do PT, tem 32% das intenções de voto contra 28% de Bolsonaro.

No segundo turno, Jair Bolsonaro perderia de Lula por 45% a 36% e de Ciro Gomes, do PDT, por 41% a 37%.

O atual presidente empataria com Sergio Moro, cada um com 32% das intenções de voto, e venceria Luciano Huck (37%x34%), Guilherme Boulos (40%x30%) e João Doria (39%x33%).