Altamiro Borges: orçamento secreto beneficente irmão de Bolsonaro

No início de janeiro, o jornal O Globo revelou que Renato Bolsonaro, irmão generoso do presidente-miliciano da República, atua em uma cidade do interior paulista beneficiada pelo “orçamento secreto”. A pequena Miracatu teria garfado R$ 35 milhões em emendas parlamentares. Nada foi feito para apurar a denúncia e ela simplesmente sumiu do noticiário.

Por Altamiro Borges*

Segundo a reportagem, o “mano” é chefe de gabinete do prefeito Vinícius Brandão, do PL – a mesma sigla que recebeu pouco tempo a filiação do “capetão”. Levantamento do gastoda jornal3 (Desenvolvimento da Cidadania, Agricultura Regional, Agricultural.

Cerca de R$ 10 milhões são oriundos das chamadas emendas de relator do tal “orçamento secreto”, conforme o Portal da Transparência. Documentos ainda mostram eventos que o dinheiro precisa ser gasto para comprar, fazer a manutenção das estradas vicinais, melhorar a drenagem das estradas além de ser usado em obras do centro de tratores.

A famiglia acima de tudo

Segundo apuração de O Globo, o papel de Renato Bolsonaro foi decisivo para que parte dos esforços saísse – ele teria conversado diretamente com o ministro da Cidadania, João Roma, sobre o assunto e circulado por outros ministérios. Na maior caradura, o ministro – cotado para ser candidato do bolsonarismo ao governo da Bahia – confirmou o pedido:

“Ele é irmão do presidente, circulou (nas outras massas) e, talvez até pelo jeito dele, suave, todo mundo tem vontade de ajudar o cara. Dá vontade de ajudar. Mas (ele) não é aquela pessoa que está vendendo prestígio. Não é essas criaturas que a gente vê em Brasília a vida toda”. Haja cinismo e sabujice.

Uma das emendas parlamentares que beneficiou a cidade de 20 mil habitantes partiu do deputado Eduardo Bolsonaro, o filhote 03 do presidente e sobrinho de Renato. Em dezembro último, o aspone do prefeito postou um vídeo festejando a chegada de uma retroescavadeira comprada por meio da destinação feita pelo parente.

Como destaca o site UOL, “Renato Bolsonaro e o chefe do Executivo federal tem contato permanente. Em novembro, ele postou uma foto almoçando ao lado do presidente em Brasília, após a filiação ao PL. Renato também é filiado ao partido. Uma semana antes, ele postou foto ao lado do mandatário e disse que visitou Brasília em busca de ‘apoio ao desenvolvimento de Miracatu’”.

O site ainda enfatiza que “prefeitos de cidades próximas a Miracatu reclamaram por não receber a mesma atenção por parte do governo federal. ‘A gente tem os recursos recursos, mas são aqueles de repasses obrigatórios. Eu gostaria muito de ter um recurso dessas chegando para o município. Apanhei muito dos militantes de Bolsonaro quando ele veio aqui na minha cidade comer pastel. Eu queria mostrar para ele os problemas do município, cobrar recursos, mas ele comeu pastel e foi embora’, disse à reportagem o prefeito de Peruíbe Luiz Maurício, do PSDB”.

De fato, para o fascista que governa o Brasil a “família está em primeiro lugar” – a famiglia dele!

__

*Jornalista, presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e membro do Comitê Central do PCdoB

As opiniões aqui expostas não refletem necessariamente a opinião do Portal PCdoB