Altamiro Borges: Ex-PM e ex-MBL Gabriel Monteiro será cassado?

Em votação unânime nesta terça-feira (5), os vereadores que integram o Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro decidiram abrir uma representação disciplinar contra o bolsonarista Gabriel Monteiro. O processo pode levar à cassação do mandato do ex-soldado da Polícia Militar e ex-militante do patético Movimento Brasil Livre (MBL).

Por Altamiro Borges*

Conforme revelou o programa Fantástico, da TV Globo, o fascistinha foi acusado de assédios moral e sexual, importunação sexual e agressões por seus próprios ex-assessores. Ele também é acusado de estupro e de forjar vídeos para postar em suas redes sociais. Já são 14 denúncias contra o valentão bolsonarista protocoladas na Câmara Municipal.

Segundo o site G1, o resultado da investigação deve sair em no máximo 90 dias corridos. “Para a abertura do processo, os parlamentares levaram em conta os vídeos forjados com uma menina carente que vendia balas em um shopping, e também as imagens com um sem-teto sendo orientado a simular um furto antes de ser abordado pelo vereador”.

O presidente do Conselho de Ética, vereador Alexandre Isquierdo (DEM), também citou uma investigação do Ministério Público (MP-RJ), que traria provas concretas contra o parlamentar na invasão de um abrigo municipal. Já no domingo (3), mais denúncias contra o ex-policial militar, por estupro, vieram à tona. Três vítimas foram ouvidas pelo Fantástico.

Mamãe Falei e o MBL

“Sem se identificar, uma delas afirmou que, em 2017, quando Gabriel Monteiro ainda era PM, ele a ameaçou com uma arma na cabeça quando ela tentou reagir ao abuso… Além dessas acusações, o MP-RJ abriu um inquérito para apurar se o ex-PM violou direitos da criança que aparece em um vídeo do político publicado na internet”, complementa o site G1.

Já o site UOL informa que também foi ajuizada ação para que o Twitter Brasil remova da rede social um vídeo que mostra o vereador tendo relações sexuais com uma adolescente de 15 anos. “Caso o Twitter-Brasil não acate a orientação, o MP propõe multa diária de R$ 30 mil”. Outro vídeo exibe o fascista afirmando que “tem que matar gay e ter raiva de gay”.

As denúncias contra Gabriel Monteiro podem não dar em nada, mas elas ajudam a mostrar os dejetos obrados pela onda reacionária no Brasil. Tanto ele como o deputado Arthur do Val, o asqueroso Mamãe Falei, foram projetados pelo MBL na cavalgada golpista contra Dilma Rousseff. Ambos apoiaram Jair Bolsonaro. Agora, os dois escrotos estão na berlinda!

__
*jornalista, coordenador do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e secretário nacional de Mídias do PCdoB.

As opiniões aqui expostas não refletem necessariamente a opinião do Portal PCdoB