Altamiro Borges: Bolsonaro obra preconceito contra nordestinos

O fascista Jair Bolsonaro segue obrando preconceitos contra os nordestinos. Em sua asquerosa live desta quinta-feira (3), ele ficou irritadinho com a demora na informação sobre o local de nascimento de Padre Cícero e chamou seus assessores de “pau de arara” com um nítido tom pejorativo. Além de ignorante, o presidente adora alimentar o ódio preconceituoso!

Por Altamiro Borges*

Durante a transmissão ao vivo, o “capetão” perguntou onde tinha nascido o sacerdote Cícero Romão Batista. “Falaram que revoguei o luto de Padre Cícero. Lá do Pernambuco, é isso mesmo? Que cidade que fica?”, indagou o imbecil. Como nenhum aspone respondeu, ele relinchou: “Cheio de pau de arara aqui e não sabem em que cidade fica Padre Cícero?”.

Diante da fúria presidencial, um dos serviçais respondeu que o religioso era de Juazeiro do Norte, no Ceará – na verdade, ele nasceu em Crato, mas ficou famoso em Juazeiro do Norte, onde faleceu em 1934. Ainda na live, Bolsonaro informou que sofreu pressão “da esquerda” para anular a revogação de 122 decretos de luto oficial – incluindo o de Padre Cicero.

“O Nordeste te odeia”

Antes mesmo de ser presidente, o fascista sempre explicitou seu preconceito contra o povo nordestino. Seus ataques aos programas sociais dos governos Lula e Dilma, como o Bolsa Família, tinham como alvo a região. Já no governo, ele usou vários adjetivos com teor pejorativo – como “Paraíba”. O presidente também sabotou os governadores do Nordeste em obras e verbas e não prestou sequer solidariedade em situações dramáticas – como nas recentes enchentes na Bahia.

Na fase atual, ele até concentrou mais a sua agenda em viagens à região. Mas seu oportunismo eleitoral não convence ninguém, como admite seu próprio ministro da Casa Civil, o piauiense Ciro Nogueira – presidente licenciado do PP e líder do Centrão. “O Nordeste te odeia”, teria dito, segundo matéria do Diário do Centro do Mundo de dezembro passado.

Naian Lopes relata que “Ciro Nogueira viajou para o Piauí e foi hostilizado por moradores da cidade São João da Varjota. O ministro da Casa Civil foi chamado de fascista e recebeu menos ‘abraços’ do que estava acostumado. Um dos seus aliados da região relatou que o senador está muito mal visto por lá. Isto porque se juntou com o presidente Bolsonaro”.

Candidatos fogem do bolsonarismo

“Conforme apurou o DCM, Ciro Nogueira entrou em contato com o Palácio do Planalto e conversou com o presidente da República. Ele deu detalhes da viagem para o governante do poder executivo federal. E informou que os nordestinos não gostam do atual governo… Ele falou para o presidente: ‘O Nordeste te odeia’, explicou um deputado do PP”.

Ainda segundo a reportagem, o ministro relatou “que tem muita preocupação que os candidatos fujam do bolsonarismo em 2022. Na opinião dele, muitos podem pegar a legenda e, na hora da campanha, não levar os projetos do governo federal. Ou pior: se declarar apoiador de Lula… ‘O presidente sabe que não tem entrada no Nordeste. Tanto que cogita um vice militar, que agrada a classe média do Sudeste e Sul’, acrescentou o parlamentar”.

__

*Jornalista e presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e membro do Comitê Central do PCdoB.

 

As opiniões aqui expostas não refletem necessariamente a opinião do Portal PCdoB