PCdoB: Um século em defesa do Brasil, da democracia e do socialismo

 

Em reunião no dia 18 de março de 2022, a Comissão Política Nacional (CPN) do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) aprovou, por unanimidade, o documento PCdoB: um século de lutas em defesa do Brasil, da democracia e do socialismo¹. O texto foi apresentado por Renato Rabelo, que ressaltou sua dimensão histórica e importância política e ideológica. Da mesma forma, Luciana Santos, presidenta do PCdoB, avaliou o documento como de grande relevância para o centenário do Partido.

O documento, a ser referendado pelo Comitê Central, traça um perfil do Partido Comunista do Brasil em seu centenário, destacando sua luta em defesa do Brasil, da democracia e do socialismo. Percorre a história em suas múltiplas faces, relatando e analisando etapas que se sucedem em ciclos de autoritarismo e democracia, nos quais os comunistas mantiveram sua conduta de lutar pelos direitos do povo e pelos interesses do país.

É uma construção alicerçada nos documentos Cinquenta anos de luta, de 1972², e PCdoB: 90 anos em defesa do Brasil, da democracia e do socialismo, de 2012³, ambos aprovados pelo Comitê Central. O período mais recente está aportado em documentos congressuais e resoluções do Comitê Central.

O texto Cinquenta anos de luta foi redigido por Maurício Grabois e João Amazonas, que vivenciaram a história do Partido desde seus primeiros anos, depois aprovado pelo Comitê Central. O PCdoB: 90 anos em defesa do Brasil resultou de extensa pesquisa, partindo do documento de 1972. No período mais recente, os documentos do Partido constituem um manancial de informações e análises, uma profícua produção coletiva.

Este documento está estruturado de forma a dar ao leitor um painel pormenorizado do Partido, começando por explicar as condições que levaram ao seu surgimento. Depois percorre as etapas históricas, passa pelas gerações e o legado, e conclui com as sínteses orientadoras da atuação e construção do Partido e a nova luta pelo socialismo. Foi elaborado por uma comissão formada por Adalberto Monteiro, Fernando Garcia e Osvaldo Bertolino, sob a coordenação de Renato Rabelo, presidente da Fundação Maurício Grabois e ex-presidente do PCdoB.

O documento em PDF pode ser baixado ou impresso no link abaixo:

Um século de lutas PCdoB – CPN