15º Congresso: PCdoB-SP reconduz Rovilson Brito à presidência

A plenária paulista foi realizada por videoconferência

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) do estado de São Paulo (SP) encerrou neste domingo (3) a sua 20ª conferência estadual em preparação para o 15º Congresso. A presidenta do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos e o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), participaram da atividade realizada através de plataforma virtual.

Rovilson Brito foi reeleito para presidir o partido no estado pelos próximos dois anos. A plenária também elegeu a nova direção e mais 68 delegados e delegadas titulares e 29 suplentes para o Congresso que se realizará dias 15, 16 e 17 de outubro.

Diversidade

A direção eleita é formada por 104 nomes que trazem na composição 43 mulheres (41,3% do total) e 61 homens avançando na paridade de gênero em relação à direção que concluiu o mandato. A nominata, aprovada por 89% dos participantes da conferência, também é composta por 40% de negros e negras, 21% de novos integrantes, 18% de trabalhadores/trabalhadoras e sindicalistas e 8% de jovens até 29 anos.

O deputado Orlando Silva mencionou a importância da atuação da direção estadual para garantir a unidade do partido, trabalho que exige paciência e dedicação. Orlando também ressaltou que o momento do congresso é de refletir sobre temas como geopolítica, desenvolvimento do capitalismo no Brasil e quais as outras identidades da classe trabalhadora. “Ler melhor sobre o que representa a experiência chinesa, compreender o papel do capitalismo, o papel que as novas tecnologias possam ter na identidade de classe”, enumerou o deputado. Ainda de acordo com Orlando, a aprovação das federações vai exigir uma reflexão sobre as alianças construídas pelo PCdoB ao longo do tempo.

A presidenta Luciana Santos apontou em sua fala que o cenário mostra que há avanço nos objetivos de que trata o 15º Congresso do PCdoB. “Estamos dando passos largos no sentido de alcançar a possibilidade de virar a conjuntura e derrotar Bolsonaro. Também conquistamos o principal, que foi a federação que tem um caráter estratégico e tático.  Além de resolver momentaneamente essa ameaça que a gente tinha de exercer nossa plena institucionalidade, a federação também tem caráter estratégico. É uma formulação que vai ao encontro de uma perspectiva que nós sempre defendemos, que são as frentes amplas. Então, ela será uma grande ferramenta ainda mais em um país pós Bolsonaro”.

A mobilização para a conferência estadual reuniu 3.442 militantes e filiados. Foram realizadas 67 conferências municipais. Durante o debate do Projeto de Resolução do congresso e do documento estadual foram apresentadas mais de 80 emendas.

Após ser reeleito, Rovilson Brito elogiou a militância por realizar uma mobilização no estado que demonstra a importância do PCdoB. Ele também reiterou o papel fundamental do partido na construção de uma convergência política que possa derrotar os tucanos no estado. “É nosso intento para 2022 juntamente com a derrota de Bolsonaro e a eleição de bancadas do PCdoB para a assembleia e a câmara federal”.

Confira a direção eleita para o comitê estadual do PCdoB de São Paulo:

Alcides Amazonas Araújo

Alfredo de Oliveira Neto

Altair Alves

Ana Cláudia Sandoval

André Bezerra Rodrigues

Anna Maria Martins Soares

Arthur Diego Herculano

Bianca Aragão da Silva

Carina Vitral Costa

Carlos Henrique B. Pereira

Celso Augusto Soares

Cláudia Rodrigues

Claudinei da Silva

Cleide de Almeida

Denise Tonsig G. Teijeiro

Duílio Fernandes de Souza

Eduardo de V. C. Annunciato (Chicão)

Elder Vieira dos Santos

Elisangela Lizardo de Oliveira

Ezequiel Rolim do Rosário

Fábio Pereira Garcia

Fernando Henrique  Borgonovi

Flávia Cale da Silva

Francisca Pereira da R. Seixas

Gilmar Tadeu Ribeiro Alves

Guilherme Cruz Costa

Guilherme Spadari Bianco

Gustavo Lemos Petta

Ilda Aparecida Fiorante

Iso Sendacz

Jamil Murad

Jorge Costa Oliveira

José Antonio Faggian

Jose Carlos Pires de Carvalho (Zeca)

Júlia Maria Santos Roland

Leandro Wexell Severo

Leci Brandão da Silva

Leda Paula B. Pereira

Lenice D. Antunez

Lídia Correa da Silva

Luiz Gonçalves (Luizinho)

Manoel Júlio de S. Vieira (Julião)

Marcelo Claudio Cesar Cardia

Márcia Regina Quintanilha

Maria Beatriz R. Alarcon

Maria Castelli

Mariana de Rossi Venturini

Marisa de Sá

Márvia Scárdua de Carvalho

Maura Augusta Soares de Oliveira

Mauro Bianco

Michelle Bressan

Miguel Manso Perez

Mirlene Fátima Simões

Mônica Nadal Pimenta

Nádia Campeão

Nayara de Souza

Nicoly Mendes

Nivaldo Santana Silva

Onofre Gonçalves de Jesus

Orlando Silva de Jesus Junior

Paulo Teixeira Saboia

Pedro de Campos Pereira

Reginaldo de Oliveira  (Sabará)

Renan Thiago Alencar

Renata Rosa de S. Candido

Renê Vicente dos Santos

Roberto Almeida de Oliveira (Beto)

Rodrigo de Carvalho

Rosa Maria Anacleto

Rovilson Robbi Britto

Sérgio Benassi

Sidnei Aranha

Solange Ap. Caetano

Sonia Hipólita S. Sawazki

Tersio dos Santos Pedrazoli

Thiago Andrade

Vânius Silva Oliveira

Victor Chinaglia Junior

Vilson Ferreira Dornelles

Wagner Fajardo Pereira

Wander Geraldo da Silva

Aldo Rocha

Alessandra Ribeiro

Amanda Horatório

Ana Siraque

Carlinhos Artioli

Célia Felipe

Cris Vicente

Gabriel Alves

Gicélia Bittencourt

Hector Batista

Iago  Montalvão

João Mendes

Julio Cesar

Mara Kitamura

Miro Machado

Prof. Wagner Cipriano

Ricardo Leyser

Rozina de Jesus

Sábatha Fernandes

Taíná Wine

Tarcisio Boaventura

Tercio Marinho

Confira como foi o primeiro dia de Conferência:

15º Congresso: PCdoB-SP começa conferência em clima vitorioso

Por Railídia Carvalho