15º Congresso: PCdoB de Belém (PA) realiza conferência vitoriosa

A 17º conferência municipal do PCdoB de Belém do Pará foi realizada neste sábado (18), de forma presencial, na Câmara de vereadores. Rodrigo Moraes foi eleito presidente do partido na capital paraense. A abertura do evento contou com a participação de partidos aliados da legenda comunista.

A conferência faz parte do processo de mobilização do 15° Congresso Nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Homenagem

Um dos momentos fortes e emocionantes da conferência foi a homenagem feita ao ex-presidente do PCdoB, Michel Sodré, que faleceu em abril deste ano, vítima da Covid-19.

Participaram da mesa de abertura da conferência Bira Rodrigues, presidente municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), Leila Palheta, presidente municipal do Psol, Carmem Paula, vice-presidenta do PSB em Belém, Allan Pombo, vereador do PDT, Lélio Costa, presidente da Companhia de Desenvolvimento Metropolitano (CODEM), Ellana Silva, Agente Distrital de Icoaraci e Leni Campelo, vice-presidenta do Comitê Estadual e integrante do Comitê Central do PCdoB.

O presidente municipal do PT, Bira Rodrigues, enfatizou a importância e o papel que os comunistas jogam na luta social e na construção da unidade popular em defesa da luta do povo em Belém e no Brasil.

“Convivi com vários companheiros do PCdoB como Paulo Fonteles pai, Paulinho Fonteles, Neuton Miranda, e recentemente na luta eleitoral Michel Sodré, a característica dos comunistas é por buscar a unidade da luta do povo”. Frisou o dirigente petista.

Leila Palheta do Psol, falou que o PCdoB contribuiu muito para a luta social desde as batalhas pela redemocratização do Brasil até as lutas atuais contra o fascista Jair Bolsonaro. “É bom ter o PCdoB como aliado contribuindo nas lutas sociais e com a construção do governo do povo, do companheiro prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, contar com quadros do PCdoB na prefeitura como Rodrigo Moraes, na SEHAB, Ellana Silva na ADIC e Lélio Costa na CODEM, engrandece e qualifica esse espaço institucional. Viva o PCdoB!” Afirmou a presidenta do PSOL.

Para a dirigente do PSB, Carmem Paula, o PCdoB é um partido fundamental na luta pela democracia, importante partido na resistência contra a legislação eleitoral antidemocrática atuando na câmara dos deputados.

Representando o PDT, o vereador Allan Pombo, ressaltou a importância que os comunistas têm na história do país em defesa da democracia e das lutas do povo brasileiro.

“Queria fazer uma saudação no congresso municipal do Partido Comunista do Brasil, em nome do Rodrigo Moraes, tenho muitos amigos aqui, mas saúdo a todos e todas presentes aqui nesse evento. O PCdoB tem uma história que se confunde com a história do Brasil, hoje ocupo a liderança do governo do companheiro Edmilson Rodrigues, cargo que no primeiro mandato quando foi eleito o Edmilson, foi ocupado pelo saudoso companheiro Paulinho Fonteles, o que para mim é uma honra fazer parte desse espaço”, concluiu o dirigente do PDT.

Falando em nome do Comitê Estadual, Leni Campelo, cumprimentou a cada uma e a cada um dos camaradas presentes na conferência e afirmou que o PCdoB tem um papel histórico na luta social e na luta pela democracia.

“Camaradas, construir essa conferência dentro de todo processo que vivemos de crise sanitária, política, econômica e social não está sendo fácil. Mas nosso Partido supera o desafio colocado, através de mobilização das bases e da militância partidária, reunindo filiados, simpatizantes e amigos do PCdoB” afirmou a dirigente comunista.

“Queria também dizer que o PCdoB é partido das mulheres, e aqui o machismo não se cria, não é a toa que temos como presidenta a camarada Luciana Santos, uma mulher negra, uma mulher combativa, que hoje é vice-governadora de Pernambuco, e que muito nos honra”, completou Leni.

A conferência também foi saudada pelos  dirigentes estaduais Lélio Costa, que é o atual presidente da Codem e  Ellana Silva, Agente Distrital de Icoaraci, que atualmente integram o primeiro escalão do governo Edmilson Rodrigues na prefeitura de Belém junto com Rodrigo Moraes na Sehab.

Após a abertura aprovou-se o regimento interno, a mesa diretora, as comissões eleitorais e de sistematização.

Debates e deliberações

No plenário foi debatido o projeto de resolução política do 15° Congresso Nacional do PCdoB com a participação massiva dos delegados e observadores presentes no evento, por toda manhã e pela tarde, e após os debates foi apresentado o balanço da ação política da direção cessante e apresentado os critérios para compor a nova direção e sua nominata, e também a proposta de delegados e delegadas para a conferência estadual do PCdoB – Pará, que foi submetida aos delegados da 17° Conferência Municipal.

Mobilização

O processo de conferência municipal reuniu 1.584 filiados, que debateram as teses do congresso, em plenárias presenciais e reuniões virtuais, organizando 67 organismos de bases, elegendo 279 delegados. Esse evento foi a maior conferência municipal do PCdoB, desde o processo de reorganização do Partido em Belém.

Para o presidente estadual do PCdoB no Pará, Jorge Panzera, os comunistas têm uma missão muito importante na luta pela democracia, lutando contra as restrições eleitorais vigentes hoje no Brasil. O Partido busca através de um amplo movimento no Congresso Nacional lutar contra a cláusula de barreira e contra a escalada fascista do presidente genocida Bolsonaro.

“Nós do PCdoB, acreditamos que é preciso restabelecer o Estado Democrático de Direito, encerrando esse ciclo fascista e antidemocrático do Bolsonaro no país, e pra isso é necessário juntar todo mundo que tem interesse na democracia através de uma frente ampla em defesa da democracia”, afirmou o dirigente comunista.

Presidente eleito

Rodrigo Moraes tem 40 anos, é filiado ao PCdoB há 21 anos, presidiu o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade do Estado do Pará (UEPA) e foi integrante da Executiva da União Nacional dos Estudantes (UNE). No Pará, presidiu a União da Juventude Socialista (UJS) por duas gestões. É pedagogo e mestre em educação pela Universidade Federal do Pará (UFPa). Coordenou a editora pública IOEPA e atualmente é professor da UEPA. Rodrigo ocupa o primeiro escalão do governo do prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) como titular da Secretaria Municipal de Habitação.

Nova Direção do PCdoB eleita para o biênio 2021/2022

Altair de Lima Brandão, Antônio de Jesus de Almeida Oliveira, Alessandro Mauro da Costa Lustosa Junior, Alessandra Sardinha Carvalho, Allan Gonçalves Brandão, Aila Maria, Antônio Cláudio Campos de Aquino, Antônio Carlos Ribeiro da Silva Júnior, Antônio Ernandes da Silva, Angélica Geanne da Gama Teixeira, Elanny Ferreira (Anne), Beatriz Etna Duarte Pereira de Souza (Bia), Charles Antônio Ferreira de Avis, Claudomiro Gregório dos Santos Neto, Daniel Sombra, Deusarina Lisboa da Costa, Ellana Fiama Souza da Silva, Eneida Canedo Guimarães dos Santos, Edinaldo Sousa da Silva (Naldo Love), Evandro Carlos Miranda do Vale, Fabiano Pereira, Fred de Oliveira da Silva, Henos Silva do Nascimento Junior, Hanna Dayhere Pinheiro Vilas, Jairo Luis de Araújo Moura, Janayna Pereira Costa, Kleófas do Socorro Dias, Júnior Loureiro, Lélio Costa da Silva, Liduína Guedez Monteiro (Lia Menezes), Lucas Costa Branches Pantoja, Lucas Paixão, Márcio da Silva Freitas, Marcela Pacheco da Silva, Marcos Casteli Panzera (Neco), Maria Leonice Chaves Alves, Maria Wanja Lobato Correa, Natasha Lopes Pantoja, Nazareno Pantoja, Odália Figueiredo Leal, Pedro Henrique Lopes, Paulo Sérgio Setubal Barbosa, Rejane Cardoso Paiva, Rozileide Mafra Reis, Roberdam Henriques de Carvalho, Raimundo Jorge Raiol Leal, Rodrigo Ferreira de Moraes, Roony José Bentes de Oliveira, Sebastião Santos Silva Filho (Sabá), Thiago Campelo de Figueiredo, Victória Luiza Santos de Oliveira, Wanja Lobato, Nazareno Pantoja, Lucas Paixão, Júnior Loureiro, Daniel Sombra, Aila Maria, Anne Ferreira, Fabiano Pereira.

Abaixo a declaração de Rodrigo Moraes, presidente do PCdoB de Belém (PA), após a eleição da nova direção:

O congresso do PCdoB Belém foi um momento de organização e estruturação do nosso partido que acaba de passar por um momento de muita dificuldade e fragilidade com a morte do nosso ex-presidente, o camarada Michel Sodré, um momento que exige união de todos os camaradas. Em memória do Michel, temos o dever de fazer com que o PCdoB na capital fique cada vez mais fortalecido.

Essa etapa do nosso congresso aqui em Belém foi grandiosa e vitoriosa, reunimos centenas de filiados que participaram diretamente dos debates das nossas teses, então o PCdoB se mostra um partido extremamente vigoroso, forte e comprometido com as causas sociais, as nossas perspectivas de futuro, é, além da nossa luta interna de organizar o PCdoB, de fazer o PCdoB forte, é contribuir com essa frente ampla de movimentos sociais, de partidos e de pessoas para derrotar a escalada fascista do Bolsonaro.

Vamos ajudar nesse próximo período Belém a ser reconstruída, pois existe uma herança perversa herdada de 16 anos de governos de direita em Belém oito do Duciomar Costa do PTC e oito do Zenaldo Coutinho do PSDB, que governaram para os ricos e destruíram Belém.

Hoje com a Eleição de Edmilson Rodrigues do PSOL temos a possibilidade de fazer uma gestão popular voltada para os anseios do povo. Fazer parte da base de apoio do prefeito Edimilson Rodrigues comigo a frente da Secretaria Municipal de Habitação, com a camarada Ellana Silva na Agência Distrital de Icoaraci, com camarada Lélio Costa na presidência da CODEM e com o Vereador Altair Brandão na Câmara Municipal, o PCdoB tem a árdua tarefa de ajudar Belém a se tornar de novo a cidade acolhedora e reconstruir o que foi destruído ao logo desses últimos 16 anos.

Também precisamos impulsionar nosso glorioso PCdoB a se fortalecer nas lutas sociais e nas lutas dos trabalhadores, filiando novos camaradas e organizando a luta do povo, estruturando mais e melhor nosso Partido pra travar a luta de ideias e se apresentar como alternativa de poder. Viva a luta do povo! Viva o Partido Comunista do Brasil! Avante as novas conquistas!

 

Com informações do PCdoB Belém

Texto: Moisés Alves
Fotos: Henos Silva