15º Congresso: Conferência aponta vigor do PCdoB no Alto Rio Negro, AM

No processo de mobilização para o 15º Congresso rumo ao interior, o PCdoB do Amazonas tem feito uma série de ações em diversas cidades do estado, que culminaram, mais recentemente, na realização de conferências municipais. Em Santa Isabel do Rio Negro, o evento ocorreu na quinta-feira (9).

Localizado a 846 km de Manaus e a um dia inteiro de viagem de lancha — ou dois dias de barco —, o município só pode ser alcançado por via fluvial e fica na região conhecida como Alto Rio Negro.

A conferência reconduziu o vereador Eneas Pucino, o “Baiano”, à presidência do PCdoB em Santa Isabel do Rio Negro. O evento foi acompanhado pelos dirigentes comunistas Cléber Ferreira, presidente da CTB-AM, e Raiane Alencar, presidenta da UEE-AM.

“O PCdoB vem fazendo um esforço para se fortalecer e alcançar os municípios mais distante do Amazonas às vésperas de seus 100 anos”, disse Cleber Ferreira. “Isso demonstra a importância que o PCdoB dá às ideias que defende e à necessidade de crescer em direção aos mais recônditos locais do país”, completou.

O dirigente destacou que na região, o partido tem perspectivas positivas de crescer e aumentar sua participação no parlamento. “Possivelmente, em 2022, o PCdoB terá um candidato a deputado estadual do Alto Rio Negro e deve preparar grande chapa própria para 2024, com a possibilidade de ampliar participação na Câmara Municipal e fortalecer a política e as ideias do partido no município”.

Força revigorante

Raiane Alencar relatou que a ida à conferência de Santa Isabel foi “de grande importância para minha militância e para a minha experiência de vida porque ainda não havia visitado o interior do meu estado e me ajudou a conhecer melhor a realidade do nosso povo e a me conectar mais com o Amazonas e com o PCdoB”. A jovem militante destacou ainda que a conferência “mostrou a força que o partido tem, por mais que sejam inúmeras as dificuldades”.

Raiane conta que o PCdoB “tem grande relevância naquele município por ser o único partido que, de fato, tem um projeto político e o nosso projeto está sendo exercido e levado para os locais mais longínquos do nosso Brasil, do nosso Amazonas”.

Fazendo menção às bandeiras defendidas pelas entidades estudantis — “Vida, pão, vacina e educação”— a dirigente lembrou que por onde foi, viu que é disso que o povo precisa neste momento. Neste sentido, disse, a atuação dos comunistas “nos dá esperança, a esperança de que a nossa ideologia, a nossa política, estão no caminho certo no sentido de lutar por uma vida digna para nosso povo. Ver essa força revigora a gente”.

 

Por Priscila Lobregatte

Com informações e fotos do PCdoB do Amazonas

 

Leia também: 15º Congresso: PCdoB-AM enfrenta desafios para levar esperança ao povo